Obrigatoriedade do niqaab

Nos dias de hoje alguns assuntos relacionados à nossa din são bastante polêmicos, isso se deve ao afastamento da cultura islâmica. A maioria da população muçulmana nem ao menos fala o árabe clássico(fusha), dificultando ainda mais o entendimento dos versículos do sagrado Qur'an e da Sunnah. Nenhum país atualmente segue a sharia'a por completo; com a queda de uma única e certeira diretriz começam as polêmicas!

Com esse texto discutiremos a maneira ideal de uma muçulmana cobrir-se na presença de homens que não sejam seus mahram, faremos isso com base nos versículos do Qur'an que tratam do assunto e alguns hadiss.

"Oh Profeta! Fale para suas esposas e suas filhas e às mulheres dos crentes que se encubram em suas capas (jalabib, jelbab). Isso é mais adequado para que sejam reconhecidas e não sejam molestadas. E Allah é Perdoador, Misericordioso”. 33:59

A palavra em árabe jalabib é o plural de jilbaab que significa uma sobre vestimenta que cobre todo o corpo da mulher, da cabeça aos pés, inclusive o rosto, podendo deixar descoberto apenas os olhos para que essas enxerguem o caminho, o que mais se assemelha a isso é o que conhecemos como burqa.

"E dize as crentes que baixem suas vistas e protejam suas partes privadas e não mostrem seus ornamentos exceto o que deles normalmente aparecem e que estendam seus véus sobre juyubihinna(seus corpos, rosto, pescoço e colo)”. 24:31

De acordo com o tafsir de Ibn Kathir, Al Qurtabi e At-Tabari, o jilbaab cobre completamente o corpo da mulher, deixando apenas seus olhos de fora e no versículo seguinte, ao referir-se aos ornamentos que normalmente aparecem, trata-se apenas dos olhos, para que a mulher possa enxergar o caminho e as palmas das mãos.

Ao referir-se a: que baixem suas vistas, trata-se da obrigação da mulher em não procurar por aquilo que é proibido e protejam suas partes privadas, isto é, proteger das relações sexuais ilícitas.

Isso nos mostra a necessidade da mulher em cobrir seus rostos, com uso da burqa ou niqaab.

Segundo alguns hadices:

Sahih Al-Bukhari Volume 1, livro 8, hadice 368:

Narrado por Aisha(Radiallahu anha): o Profeta costumava rezar a fajr e algumas das mulheres crentes cobriam-se com seus véus para rezarem com Ele e então elas voltavam para seus lares irreconhecíveis.

Shaikh Ibn Uthaimin no tafsir desse hadiss diz que é claro que a única maneira de uma mulher não ser reconhecida é cobrindo todo seu corpo, rosto e mãos inclusive. Esse era o entendimento e prática dos sahaba e eles foram as melhores pessoas, os mais nobres as vistas de Allah com o mais completo iman, então se isso era uma prática das mulheres dos sahaba com que direito nos desviamos disso? (Ibn Uthaimin na página de hijab do livro 12 e 13)

Tirmidhi com uma cadeia sahih reporta...

O Profeta disse: "Toda a mulher é 'awrah” (Shaikh Muhammed Salih Al-Munajjid diz que esse hadiss com uma narração de corrente forte deixa claro que a mulher deve se cobrir toda, inclusive rosto e mãos).

Abu Dawood livro 14, hadice 2482

Narrado por Thabit ibn Qays(Radiallahu anhu): Uma mulher chamada umm Khallad foi ao encontro do Profeta enquanto ela estava coberta com seu véu. Ela estava procurando por seu filho que tinha sido morto em batalha. Alguns dos companheiros do profeta disseram a ela: você vem aqui procurar por seu filho enquanto está com o rosto coberto? Ela respondeu: se eu estou aflita com a perda de meu filho eu não devo sofrer também com a perda de minha modéstia(pudor). O Profeta disse: Você vai receber a recompensa de dois martírios pelo seu filho. Ela perguntou: Por que isso, oh Profeta de Allah? Ele disse: Porque as pessoas do livro o mataram.

Imam Malik's Muwatta livro 20 hacice 20.5.16

Yahya relatou para mim do Malik de Hisham ibn Urwa que Fátima bint al-Munzhir(Radiallahu anha) disse: “Nós usamos nossos véus para cobrir nossos rostos quando nós estávamos em Ihram na companhia de Asma bint Abi Bakr As-Siddiq(radiallahu anhum)”.

Isso mostra mais uma vez que não somente as esposas do Profeta vestem niqaab e mesmo no Ihram onde as mulheres não cobrem o rosto, caso tenha um homem junto delas, estas devem cobrir suas faces.

Sahih Al-Bukhari Volume 8, livro 76, hadice 572

No final desse longo hadiss é citado por Anas(Radiallahu anha): "E se uma das mulheres do Paraíso olhasse para a terra, ela encheria o espaço inteiro entre elas(a terra e o céu) com luz e encheria o que quer que fosse entre elas com perfume, e o véu que cobre sua cara é melhor do que o mundo inteiro e o que quer que esteja nele.” Isso mostra que mesmo as mulheres do Paraíso usam véus que cobrem seus rostos.

Abu Dawood Livro 33, hadiss 4154, em concordância com Nasai

Aisha(radiallahu anha) narrou que em uma ocasião uma mulher muçulmana foi entregar uma carta ao Profeta, a carta foi entregue a ele por detrás de uma cortina(foi citado no famoso livro Mishkaat). Aqui o Mufasereen do hadiss explicam que as narrações onde as mulheres estavam cara a cara com Profeta eram antes da revelação do versículo “e quando você pede as mulheres deles por alguma coisa peça a elas por detrás de uma tela, isso é mais puro para o seu coração e para o coração delas." (Surata Al ahzab: 53). Essa ordem era para toda a Ummah e não só para as esposas do Profeta.

A opinião dos grandes eruditos sobre o niqaab

Dos companheiros do Profeta

Ibn Abbaas(radiallahu anhu) que era um dos que possuía mais conhecimento dentre os sahaba, o Profeta fazia du'a para ele dizendo: "Oh Allah, fá adquirir uma compreensão profunda da religião do islam e instrui-o no significado e interpretação das coisas.”

Ibn Jarir(radiallahu anhu) com a corrente autêntica dos narradores citou de Ibn Abbaas(radiallahu anhu); "as mulheres muçulmanas são ordenadas para cobrir suas cabeças e rostos com seus véus com exceção de um olho.” (Isto é citado no Ma'riful Qur'an no tafsir da sura Ahzaab no versículo 33, com referência de ibn Jarir com uma corrente sahih dos narradores).

Ali Bin Abu Talha explicou que essa era a última opinião de Ibn Abbaas e as outras opiniões citadas dele foram antes da surat al-Ahzaab, versículo 59 e da ordem do jalabib. Shaikh Ibn uthaimim comentou nesse dizer de IbnAbbaas(Radiallahu anhu): "esta indicação é marfou' e na shari'a é a mesma categoria que um hadiss que seja narrado diretamente do Profeta. As citações de Ibn Abbaas são reladas por muitos tabi'een como Ali Ibn Abu Talha e Ibn Jarir no Qur'an de Ma'riful por Mufti Muhammad Shafi vol. 7 pg. 217 e também no tafsir Ibn Jarir, vol. 22, pg.29 e também pelo imam Qurtabi todos de correntes Sahih e explicado no livro Hijaab de IbnUthaimin, pg. 9 e autenticado no livro Hijaab wa Safur do shaikh ul-Islam Ibn Taymiyyah(radiallahu anhu) na pg. 11 e pelo shaikh Abdul Aziz bin Bazz(Rahimahullah) na pg. 55 e 60.

Aisha(radia Allahu anha): no versículo 30 e 31 da surata An Nur "o que foi permitido ser mostrado são as mãos, as pulseiras e os anéis, mas a face deve ser coberta." (citado por shaikh Abdul A'la Maududi no livro Purdah pag. 195 e no seu tafsir do Qur'an sobre essa surata).

Ubaida bin abu Sufyan bin al-Harith(radiallahu anhu): Imam Muhammad bin Sirian(Rahimahullah) diz: “Quando eu perguntei a Ubaida bin Sufyan bin al-Harith(radiallahu anhu) como o julbab deveria ser usado, ele demonstrou isso para mim puxando um pedaço de roupa sobre sua cabeça cobrindo todo seu corpo, deixando o olho esquerdo descoberto”. Esta é a explicação da palavra Alaihinna nesse versículo (comentário de Ibn Jarir e Ahkam-ul-Qur'an, vol 3 pag. 457 também em "hijaab wa Safur" citado pelo shaikh Abdul Aziz Bin Bazz no capítulo de sua fatwa sobre o hijab na pg. 54)

O Tabi'ee, Ali bin Abu Talha (Rahimahulaah)

Ibn Abbaas(Radiallahu anhu) cita "era permitido as mulheres mostrarem as mãos e a cara na revelação da sura Nur, versículo 33, mas depois da revelação da surata Al-Ahzaab, versículo 59 com a palavra jalabib a mulher muçulmana foi ordenada a cobrir suas mãos e faces deixando aparecer apenas um olho." Esse é também a opinião de Ibn Mas'ud(Radiallahu anhu). Isto é citado por Taymiyya(Radhimahullah) no livro de fatwas e pelo shaikh Abdul Aziz Bin Bazz(Radhimahullah) no livro "hijab wa Sufur" pg. 60.

Ibn Kathir (Rahimahullah) disse:

“A mulher não pode expor nenhuma parte de sua beleza e encantos aos desconhecidos exceto o que não pode ser escondido." (Citado pelo Mufti Ibrahim Desi em seu artigo sobre hijab)

Das 4 mazhaheb:

Mufti Anwarn Ali Adam Al Mazahiri (da madrasa Madinati Uloom Trinidad e Tobago)

Imam Shafií, Malik e Hanbal são da opinião que o niqaab (cobrindo o rosto e as mãos, deixando apenas uma pequena área descoberta para os olhos) é obrigação (fard)”. Imam Abu Hanifa diz que o niqaab é wajeb e as mãos e o rosto podem ser expostos quando não a risco de desejo em olhar o rosto da mulher, por outro lado se houver qualquer risco de desejo no olhar então a exposição das mãos e rosto torna-se haram.

Shaikh Muhammed Salih Al-Munajjid(um dos grandes eruditos):

"A mais correta opinião é que é obrigatório cobrir o rosto, mulheres jovens são proibidas de mostrarem seus rostos em frente a um homem não mahram."

Refutação do shaikh Ibn Uthaimin

Isso foi retirado do livro "Hijaab" por Shaikh Ibn Uthaimin da Arábia Saudita, traduzido por Hafedh Zaheer Essack, Rajab 1416(dezembro de 1995).

A opinião que diz ser permitido olhar para o rosto de uma mulher estranha, está baseada no seguinte hadiss:

Um hadiss de Aisha(Radiallahu anha) quando Asmaa(Radiallahu anha) a filha de Abu Bakr(radía Allahu anhom) veio ao Profeta enquanto usava uma roupa fina. Ele se aproximou dela e disse: "O Asmaa! quando uma menina alcança a idade da menstruação não é apropriado que nada permaneça exposto exceto isto e isto. Ele apontou para a face e para as mãos.  Mas esse é um hadiss fraco, não há nenhuma ligação entre Aisha(Radiallahu anha) e Khalid bin Dareek que narrou seu hadiss.

Percebemos através das narrações que na opinião da maioria dos Imam é uma obrigação à mulher muçulmana cobrir seu rosto, mas isso não esta em unanimidade, há um contexto para o uso do niqaab, o que é certo é que não há prejuízo na mulher cobrir-se totalmente.

O uso do niqab no ocidente é bastante difícil pois é associado, erroneamente, a opressão feminina.

Não devemos permitir que a sociedade kafira interfira na nossa conduta religiosa. Cabem as mulheres muçulmanas a busca do ílm e o entendimento cada vez maior da sua religião e os motivos das proibições prescritas por Allah que só proíbe aquilo que degrada o individuo e a sociedade. Embora haja divergência quanto a obrigatoriedade do niqab, o estado e o marido têm o direito de exigir seu uso.

Que Allah nos dê força para que possamos obedecê-Lo da melhor maneira possível.