O Conhecimento

O conhecimento e entendimento saudvel e correto desta crena que tem como base principal "la ilaha illa Allah".

Aqui, Allah revela que no estaro perdidos aqueles que, em primeiro lugar, creram. E a crena nasce de conhecimento prvio sobre os artigos desta crena e entendimento do por que desta crena. Por isso, Deus em outro versculo, diz: * Saiba que no h divindade alm de Allah...*. Ordenou a crena n'Ele por meio do conhecimento dizendo "saiba" e no disse "creia"ou "Diga", mas disse "Saiba", pois o conhecimento a base desta f, e este conhecimento alcanado atravs do estudo da mensagem de Deus ao ser humano e tudo que abrange esta mensagem, desde o entendimento da religio at a biografia da vida do profeta Muhammad e dos profetas.

Assim sendo, uma f sem conhecimento fraca e muitas vezes invalida e, por isso, o Islam incentivou o conhecimento e o indicou como uma das melhores virtudes que algum pode carregar, se suas aes estiverem de acordo com seu conhecimento, como veremos mais a seguir.

Em alguns versculos, Deus compara o testemunho dos sbios ao testemunho dos anjos e ao Seu prprio testemunho dizendo: * Allah da testemunho que no h mais divindade alm d'Ele;  os anjos e os sbios tambm o confirmam ... * (2:18).

Em outros versculos resume o temor entre os sbios dizendo: * Entre os Seus servos, s os sbios temem a Allah.... * (35:28).

Em outros, deixa uma interrogao para ser respondida dizendo: *Por acaso, podem ser comparados os que conhecem e os que no conhecem? S os sensatos que se lembram disso* (39:9)

  E o profeta Muhammad, para confirmar a nobreza do conhecimento, o fez obrigatrio dizendo: "O conhecimento obrigao de todo muulmano"(1). E disse ainda: "Aquele que percorrer um caminho procura do conhecimento, Allah lhe facilitar o caminho ao paraso; os anjos inclinam suas asas para o procurador do conhecimento por agrado pelo que faz; e tudo quanto existe nos cus e na terra, at mesmo os peixes na gua imploram a Deus o perdo para o sbio;A virtude do sbio sobre o adorador como a virtude da lua sobre os outros planetas; e os sbios so os herdeiros dos profetas, e os profetas no deixaram nem moedas de ouro nem de prata, mas deixaram o conhecimento, e quem o conquistar estar conquistando algo valioso".

Este conhecimento indicado por Allah, o Altssimo, e por Seu mensageiro como uma virtude e uma necessidade para o individuo e para a sociedade pode abranger todo tipo de conhecimento, seja ele material ou religioso, porm, o conhecimento religioso que define a virtuosidade e nobreza de quem o carrega, por isso neste ultimo hadiss, o profeta definiu este conhecimento como herana dos profetas.

Assim, o primeiro passo o conhecimento e entendimento do livro de Deus como o entenderam os nossos sbios, seguindo os passos do profeta Muhammad, seus companheiros e seguidores, formando assim, um entendimento duradouro e flexvel de uma mensagem eterna, que serve e atende a todas as pocas e lugares, por ser o Alcoro a ultima mensagem.

Tendo como fonte o Alcoro Sagrado e a sunnah (tradio) do profeta Muhammad, entendemos o Islam como ele foi entendido pelos nossos antepassados e pelos nossos sbios contemporneos, que entendem e nos ensinam que...

1. Nossa religio uma ddiva de Deus. Assim, temos a religio como uma salvao e no como um peso e um encargo sobre as nossas vidas, no como regras e proibies que nos prendem e nos impedem de fazer o que desejamos... * ...Allah no deseja impor-vos carga alguma; porm, quer purificar-vos e agraciar-vos para que agradeais * (5:6). A religio para o bem do ser humano e a salvao daquele que a tem como sistema de vida, por isso Deus a denominou uma ddiva dizendo... *...hoje, completei a religio para vs, tenho-vos agraciado generosamente, e vos aponto o Islam como religio...* (5:3). E sobre os moradores do paraso, aps lembrar no impor ningum o que no capaz de fazer, Deus cita como iro louv-Lo por t-los encaminhado esta ddiva.... *Quanto aos crentes que praticam o bem jamais impomos a algum uma carga superior s suas foras- esses sero os diletos do paraiso, onde moraro eternamente. Extinguiremos todo o rancor de seus coraes. A seus ps correro os rios e diro: Louvado seja Allah, que nos encaminhou a isto, jamais teramos podido encaminhar-nos, se Ele no tivesse nos mostrado o caminho. Os mensageiros do Senhor nos apresentaram a verdade. Ento, ser-lhes- dito: Eis o paraso que herdastes em recompensa pelo que fizestes* (7:42-43)

2. O Islam a orientao, a religio de Deus sobre a qual Ele disse... *Para Allah a religio o Islam. E os adeptos do Livro s discordaram por inveja, depois que a verdade lhes foi revelada. Porm, quem nega os versculos de Allah, saiba que Allah Rpido no acerto de contas * (3:19). Assim, Allah revelou sua religio e esclareceu em sua ultima mensagem, o Alcoro Sagrado, tudo o que foi mal entendido por alguns, ocultado por outros, adulterado por outros, resgatando a verdadeira crena nele e em Seus mensageiros e Livros. Vemos a verdadeira crena em Jesus tomando grande espao do Alcoro e sendo exposta de maneira consciente e convincente(1). Em dezenas de versculos, cristos e judeus so chamados a seguirem a verdade... * adeptos  do Livro, vinde para chegarmos a um termo comum entre ns e eles: Comprometamo-nos a no adorarmos seno a Allah, a no Lhe atribuirmos parceiros e a no nos tomarmos uns aos outros por senhores, em vez de Allah. Porm, caso se recusem, dize-lhes: Testemunhai que somos muulmanos * (3:64). Em outras passagens citado Jesus e a voz da verdade citada... * E recordar-te de quando Deus disse: Jesus, filho de Maria! Foste tu quem disseste aos homens: Tomai a mim e a minha me por duas divindades, em vez de Deus? Respondeu: Glorificado sejas! inconcebvel que eu tenha dito o que por direito no me corresponde. Se tivesse dito, t-lo-ias sabido, porque Tu conheces a natureza da minha mente, ao passo que ignoro o que encerra a Tua. Somente Tu s Conhecedor do incognoscvel. No lhes disse, seno o que me ordenaste: Adorai a Deus, meu Senhor e vosso!... * (5:116-117). Em outras passagens, Allah cita o grande elo existente entre os profetas, entre Jesus e Muhammad e noticia de Jesus sobre o envio de Muhammad, informao ocultada, mas que transpareceu com a concretizao dessa noticia... *E de quando Jesus, filho de Maria, disse: israelitas, em verdade , sou o mensageiro de Allah, enviado vs, confirmando tudo quanto a Tora antecipou no tocante s predies, e alvisseiro de um mensageiro que vir depois de mim, cujo nome ser Ahmad... * (61:6). 

E assim Deus esclarece

(1) Para maiores esclarecimentos sobre Jesus e o Alcoro, leia "Jesus no Alcoro e na bblia", do autor. E elucida a Sua religio para que o homem se encaminhe sua verdadeira orientao e no negue os Seus versculos aps testemunh-los e, por isso, por tudo estar esclarecido, Allah tambm diz: Quem quer que siga outra religio, que no seja o Islam, (ela) jamais ser aceita e, no outro mundo, contar-se- entre os desventurados (3:85).  

3.  O Islam um sistema de vida, uma orientao ampla e abrangente que alcana todos os campos da nossa vida, um sistema espiritual, familiar, social, econmico, educativo, poltico...A nossa religio completa, orienta o homem desde seu nascimento at a sua morte. Deus nos indica que no deixou nenhuma parte da vida do homem sem uma orientao...*No existem seres alguns que andem sobre a terra, nem aves que voem, que no constituam comunidades semelhantes vossa.Nada omitimos no Livro; ento sero congregados ante seu Senhor* (6:38). E denomina a sua religio de matizao, colorao ou tintura, indicando que assim como a tintura no deixa uma s parte dos objetos que so tingidos sem colorao, tambm a nossa vida deve ser toda "tingida" e "colorida" com a orientao de Deus... *Eis aqui a matizao de Allah! Quem melhor que Allah para designar uma religio? Somente a Ele adoramos* (2:140) (1).

4. Entendemos o Islam como submisso Deus, a submisso voluntaria vontade de Deus e obedincia a sua lei, a submisso do homem que cr que esta a pura religio de Deus e a obedincia deste homem orientao revelada por Deus em Sua religio. Por isso, a palavra com a qual denominada esta religio "Islam" (submisso), e aquele que segue o Islam denominado "musslim" (submisso) (2). Disse Deus, o Altssimo: * No dado ao crente nem crente agir conforme seu arbitrio, quando Allah e Seu mensageiro que decidem o assunto. Sabei que quem desobedecer a Allah e ao Seu mensageiro desviar-se- evidentemente* (33:36). Naquilo que Deus ou o Seu mensageiro decreta algo vedado ao muulmano que deu seu voto de submisso Deus contrariar o Seu decreto. Porm, no que Deus deixou escolha do ser humano ele deve usufruir sabiamente sem esquecer de Deus e sem violar os Seus limites, lembrando que aquilo do qual usufrui e com o qual se satisfaz foi Deus quem lhe concedeu... * Ele foi quem vos criou tudo quanto existe na terra* (2:29)... * Dize-lhes: Quem pode proibir os adornos de Allah e o desfrutar os bens que Ele preparou para Seus servos..* (7:32). Ningum pode proibir o que Deus concedeu ao ser humano, mas tambm no pode tornar licito o que Deus decretou como ilcito por ser, com certeza um mal para o individuo e a sociedade. Este o significado da submisso e do Islam e da religio. Tudo est ligado ao Criador e Ele deve ser a fonte de orientao, assim como foi a fonte de criao e concedeu ao homem tudo o que ele possui.   

1- Em seus comentarios, o prof. Samir el Hayek diz: "Assim como a matizao e a colorao do um toque de distino aos objetos que se prestam a esse expediente, tambm a nossa vida adquire um novo vio, com a verdadeira religio de Allah" ( Os significados dos versculos do Alcoro Sagrado, pg 39)

2- Leia mais sobre este termo e sua relao com os profetas anteriores Muhammad...

5.  A fonte do muulmano no conhecimento das leis do Islam so o Alcoro e a Sunnah, que devem ser entendidos de acordo com as regra da lngua rabe, sempre tendo como fonte os nossos sbios que entenderam, ensinaram e desenvolveram os estudos religiosos e\ou cientficos ontem e hoje.E todo muulmano que no chegou ao nvel de poder examinar os textos das leis em detalhes deve seguir um sbio que o orienta no entendimento da religio. No podemos ter a nossa mente e nosso ego e desejo como fonte para as regras de nossa religio, pois ela significa submisso Deus e, sendo assim, quem estabelece o licito e o ilicito Deus e quem estabelece o bem e o mal Deus, por isso a fonte deve ser a palavra d'Ele e o entendimento dos sbios baseados nesta palavra, o Alcoro Sagrado e a Sunnah do profeta Muhammad, que so as palavras, aes e ensinamentos dele relatados por nossos sbios e que so o detalhamento da religio na vida pratica do ultimo dos profetas, que so o exemplo a ser seguido pelos homens. Porm, se o nosso desejo for a lei, estaremos alterando a religio e querendo condicion-la aos nossos caprichos... sobre estes que tm nos seus desejos a fonte da lei, Deus diz: *No tens reparado naquele que tomou seus vo desejos como deuses? Allah extraviou-o com conhecimento, selando seus ouvidos e o seu corao, e cobriu sua viso. Quem o iluminar, depois de Allah (t-lo desencaminhado)? No meditais, pois?*(45:23), Assim Deus fala dos que s ouvem o que lhes apraz e s seguem o que de seu particular interesse. E nمo esta a religio de Deus, mas a religio de Deus seguir "religiosamente" a Sua orientao tendo a Sua pura palavra como fonte e a vida do profeta (  ) como fonte. E por incrvel que parea, as pessoas hoje no utilizam mais as palavras de acordo com seu verdadeiro significado. Dizem: religio, que significa: seguir uma doutrina e trabalhar de acordo com as regras de tal doutrina. Por isso, o patro diz ao seu funcionrio: Quero que faa este servio religiosamente. Ou o professor diz: Este aluno religioso na sua assiduidade. Porm, quem segue o termo religio religiosamente na sua religio, atualmente, radical e extremista!!!!!! Sabem por que? Porque tomaram os vossos desejos como deuses (45:23) e Deus tem o seu espao em um dia da semana ou na hora do aperto!!!!!... * E quando a adversidade atinge o homem, este suplica contrito ao seu Senhor; ento, quando o agracia com a Sua merc, ele esquece o que antes suplicava e atribui rivais a Allah, para desviar outros da senda reta* (39:8)

Deus, no Alcoro Sagrado, nos alerta que ter outra fonte que no Ele para os assuntos que Ele estabeleceu e decretou atravs de Seus mensageiros uma idolatria, preferir o arbitrio do homem ao arbitrio de Deus ( a no ser que Deus tenha deixado o arbitrio em tal assunto para o homem, como o caso do desenvolvimento cientifico que no contraria as bases religiosas (1) ), tomar por divindade o homem que deu uma sentena contraria sentena de Deus.. Preste ateno na eloqncia divina do Alcoro Sagrado quando diz sobre os judeus e cristos: *Tomaram por senhores seus rabinos e seus monges em vez de Allah, assim como fizeram com o Messias, filho de Maria, quando no lhes foi ordenado adorar seno a um s Deus. No h mais divindade alm d'Ele! Glorificado seja pelos parceiros que Lhe atribuem* (9:31). Idii ibn Hatim, um dos nobres companheiros do profeta Muhammad e que era cristo, ao ouvir este versiculo do profeta disse-lhe: mensageiro de Allah, ns no os adoravamos! Ento o profeta explicou: "Eles (os rabinos e monges) tornaram ilicito o que Allah permitiu e tornaram licito o que Allah proibiu, e vocs os seguiram. Esta a vossa adorao para eles". (2)

6. Tendo o Alcoro, a palavra de Deus; e a sunnah, a palavra do profeta, como fonte, aprendemos a religio saudvel, pura e equilibrada. Temos na fonte pura e preservada o detalhamento do que o Islam, assim como nos explicou o mensageiro de Deus...Relata Omar ibn al Khattab, que estavam sentados em companhia do mensageiro de Allah, quando veio ao seu encontro um homem com vestimentas brancas e cabelos intensamente negros, no parecendo ter sinais de viagem e nenhum de ns o conhecia. Sentou-se diante do profeta apoiando seus joelhos em seus joelhos e colocando suas mos sobre suas coxas; disse-lhe: Muhammad, me informe sobre  o Islam. O mensageiro respondeu: "O Islam que testemunhe que no divindade alem de Allah e que Muhammad seu mensageiro, que observes a orao, que pagues o zakat, que jejues o ramadan e que peregrineis Casa quando puder". O homem disse-lhe: "Disse a verdade". Ento estranhamos, como ele pergunta e depois o confirma. O homem continuou perguntando: "Me informe sobre al iman". O profeta respondeu: "Que voc creia em Deus, nos seus anjos, nos seus mensageiros, nos seus livros, no dia do juzo final e no pr destino, o bom e o mal". O homem voltou a confirmar: "Disse a verdade", "Me informe sobre al ihssan". Agora, o profeta respondeu: "Que adores a Deus como se o estivesse vendo, pois se no o est vendo, com certeza, ele te v". O homem continuou a perguntar..."Me informe sobre a hora", o profeta respondeu: "O interrogado sobre ela no conhece mais que quem est a interrogar".... Depois de o homem ter se retirado, o profeta perguntou Omar: "Sabe quem era este homem? Omar disse: "Deus e o seu mensageiro mais o sabem". O profeta ento disse: "Este era Jibril, veio lhes ensinar vossa religio".  

Estes so os pilares do Islam, o s pilares do iman e o significado do ihsan. Os pilares do Islam representam as bases da prtica religiosa que define o muulmano fil e que caracteriza a submisso ao Criador atravs do testemunho de sua unicidade e da profecia de seus enviados, da pratica da orao, da caridade ao pobre e necessitado, do jejum e da peregrinao. Depois temos os termos de f, a crena do muulmano, que so a ao do corao e a manifestao de crena naquilo que Deus revelou. E aps a pratica e a crena chegamos ao mais alto nvel, a situao em que o servo adora Deus como se o estivesse vendo, pois sente que mesmo que Ele o v em todas as suas situaes.

Sheikh Ahmad Mazlum, Imam e Khatib da Mesquita de Mogi das Cruzes!