Imitando os Kuffar
 

Louvado seja Allah, O glorificamos, é d'Ele que solicitamos (ajuda) e é d'Ele que pedimos Perdão. Pedimos a Proteção de Allah de nosso próprio mal, e dos danos de nossas ações. Aqueles que Allah Guia, não podem ser desencaminhados, e aqueles que Allah desencaminha, não podem ser guiados. Testemunho que não há nenhum verdadeiro deus senão Allah, Sozinho e sem parceiros e testemunho que Muhammad é Seu Profeta e Mensageiro, a Religião Islâmica é completa e perfeita, e nosso amado e respeitado Profeta e Mensageiro de Allah é nosso exemplo e devemos obedecê-lo para obedecer a Allah (além de obedecer Allah também). Nosso exemplo é ele e não os kuffar.

Devemos chamar a atenção para uma coisa muito comum entre os muçulmanos do mundo de hoje: a imitação dos kuffar. Vemos que, nós os muçulmanos, temos adotado ações e até mesmo, ideologias que são relacionadas especificamente aos kuffar, adotamos sua moda, seu comportamento e entre outras coisas. Cada vez mais ficamos como eles e esquecemos quem somos e porque estamos aqui. E passamos à, por exemplo, imitar a moda deles, sendo que as mulheres vestem-se como as não muçulmanas esquecendo ou até mesmo negligenciando o hijab, e os homens já não fazem mais o uso da barba. O jeito deles de falar, de agir e até mesmo o jeito de louvar a Allah Subhanahu Ua Ta'aLa é algo que nós estamos incorporando mais e mais em nosso dia a dia.

 

 Ao imitar alguém ou algum povo, automaticamente criamos admiração e até mesmo amor por aqueles que estamos imitando. E com o passar do tempo passamos a amá-los e a esquecer dos nossos irmãos. Já foi mencionado mais de uma vez em nosso Sagrado Alcorão que em seus corações existe ódio de nós, mesmo aqueles que sorriem e usam palavras amigáveis. É claro que devemos tratá-los com respeito e justiça, mas nunca amá-los de forma alguma. E o Alcorão diz a respeito dos kuffar:

 

“ E como (é possível ter tal acordo com eles) que quando vocês (muçulmanos) são por eles dominados (em número) eles nem levam em consideração os laços de parentesco ou de tratos que com vocês têm (muçulmanos)? Com as lindas palavras que são emitidas de suas bocas, eles te agradam, mas seus corações estão adversos a vocês, sendo que a maioria deles são Fassicun (rebeldes, desobedientes a Allah)” (V.9:8)

Islam é a Verdade e ninguém pode destruir a Verdade, mas é possível Manipulá-la. Então, o único jeito (muito mais eficaz) que eles usam é de impor suas tradições, modas e ideologias por meios de imitação. Como a televisão, por exemplo, que é um dos melhores meios de atingir isso. Eles usam como arma os desejos e as vontades que como seres humanos, todos temos. Eles debocham do autocontrole e das boas maneiras, ensinam que elas são antiquadas, ignorantes e dão como desculpa que o mundo está mudando, que vivemos em novos tempos e, é claro, que a moda deve ser a lei. Com isso, nos vemos forçados a segui-los em suas manipulações, que, muitas vezes são cautelosas e silenciosas, eles dão o que se chama de “dar tempo ao tempo”, e usam como desculpa os tão chamados “laços” de família e/ou amizade. Allah Diz no Alcorão:

 

“ E a respeito do convicto da Fé, eles (kuffar) não respeitam os laços de parentesco ou aqueles de tratados! São eles que são os transgressores” (V.9:10)

 

Com isso, muitos irmãos e irmãs celebram o Natal, Ano Novo, Carnaval, aniversários, etc..., Isso é uma coisa exercida pelos kuffar e que, infelizmente, a maioria dos muçulmanos de hoje em dia abraçam.

 

    E o que acontece quando procuramos seguir nossas tradições, obedecendo a Allah e ao Profeta Muhammad negando-nos a imitá-los? Somos vistos como estranhos, ignorantes, obtusos e extremistas.

 

  Nos deixamos abalar facilmente a ponto de modificar nossas vestimentas para ficar mais parecidas com as dos kuffar, de aparar barbas e bigodes e até mesmo de não usar o hijab, em conseqüência disso, ao andar nas ruas vemos uns aos outros, não nos reconhecemos então não nos cumprimentamos com “Assalam Alaikum” que é uma das coisas que temos de mais importante como muçulmanos e, com isso, damos mais um passo à destruição de nossas comunidades o que afeta nossa Nação Islâmica (Ummah).

Não temos orgulho de ser muçulmanos e deveríamos ter orgulho disso se somos crentes em Allah, no Dia do Juízo Final e no Profeta Muhammad. Deixamos de lado a Verdade para obtermos a miragem como aquele que leva purpurina dourada no lugar do ouro. Nos distanciamos e ainda por cima, criamos amor pelos kuffar. E no Alcorão diz:

 

“E nesse dia Aperfeiçoei sua Religião e Completei Meu favor a vocês e Escolhi al Islam como seu Din” (V.5:3)

 

E, com isso, temos prova que o Islam é perfeito e completo e que devemos ter orgulho de sermos representante de tal Religião. Devemos evitar ao máximo de imitar os kuffar e também de imitar aqueles muçulmanos que já os imitam. Lembrando sempre que nosso amado e respeitado Profeta disse:

 

“Aqueles que imitam um povo (ou um grupo) tornam-se um deles.”

 

Então devemos imitar o Profeta por meio do “sunnah” e o Alcorão. Profeta Muhammad é nosso exemplo e o Alcorão é nosso Guia. O “sunnah” explica o Alcorão e o Alcorão explica o “sunnah”. Nossa admiração, amizade e amor devem-se a aqueles que amam Allah Subhanahu Uá Ta’ala e Seu Mensageiro e não a aqueles que têm ódio, não entendem, debocham e não aceitam esse amor que temos pelo Nosso Criador e Seu Mensageiro e Profeta Muhammad.

E os kuffar não irão cessar de tentar todas as armas possíveis para fazer com que esquecemos de nós mesmos e a enfraquecer nosso Din já que não podem dar um fim de vez no Islam. O Alcorão diz:

 

"Nem os judeus, nem os cristãos, jamais estão satisfeitos contigo, a menos que abraces os seus credos. Dize-lhes: "Por certo que a orientação de Deus é a Orientação!" Se te renderes aos seus desejos, depois de te Ter chegado o conhecimento, fica sabendo que não terás, em Deus, Protetor, nem Defensor."(2:120)

 

Se esquecermos quem somos e deixemos nos levar pelos nossos desejos e vontades, esquecendo que Allah nos criou para Louvá-Lo e Louvá-Lo apenas, iremos deixar que nossos irmãos e irmãs continuem sendo massacrados, que a nossa ignorância continue nos separando e nos enfraquecendo. Deixaremos que eles ganhem enquanto perdemos. Qualquer erro deste documento é produto de minha própria pessoa e aquilo que está correto é nada mais nada menos que fruto de Allah Subhanahu Uá Ta’aLa, O Perfeito.

**

Din:

Religião/ Crença.

 

Sunnah:

As tradições do Profeta Muhammad > Allah Ordenou todo muçulmano a seguir o “sunnah” do Profeta Muhammad juntamente com o Alcorão.

 

Kuffar (plural de Kafir):

Aquele que não adota ou acredita na Religião Islâmica e em especial aquele que dela é inimigo.

 

Hijab:

O “véu” islâmico que as muçulmanas usam.

 

obs: Espero que isso sirva de ajuda ao Daawah nesse país. Amin!

Camila.