Islam Monoteísmo Puro

(Tauhid - Tawhid)

Porque é que Allah enviou os profetas e mensageiros? Desde que os homens desviar-se-iam do dogma original com o qual Adão e Eva foram enviados sobre a terra, introduzindo assim nas práticas religiosas, nas convicções na religião de Allah toda a espécie de desvios politeístas;  a adoração de estátuas, dos mortos, dos fenômenos naturais, dos gênios (jinn), dos santos, dos profetas, das paixões, ou então invocando-lhes como intermediários entre eles e Allah. Desde esta altura, Allah havia enviado os profetas e mensageiros com o intuito de retirar  as pessoas da escuridão do politeísmo e de trazê-las ao culto do Monoteísmo Puro. Todos os profetas pregaram o monoteísmo como Allah nos recorda no Alcorão (7:59):

“Enviamos Noé a seu povo, ao qual disse-Lhes: Ó povo meu, adorai a Allah, porque não tereis mais divindade além d’Ele. Temo por vós o dia aziago.” Veja também o Sura 7: versículos 65, 73, e 85.

E (16:36): “Na verdade Enviamos para cada povo um apóstolo, (com a ordem): Adorai a Allah e afastai-vos do taghut (todas as falsas divindades)!”

Cada profeta havia sido enviado para seu próprio povo para chamar-lhes a Allah, mas o profeta Muhammad (paz e bênçãos de Allah o cubra) havia sido enviado para toda humanidade e para os gênios (jen). Allah diz no Alcorão: (7:158): “Dize: Ó Humanos, sou o Apóstolo de Allah para todos vós.” Desta feita, Allah enviou todos esses profetas e apóstolos, para exortarem aos humanos e ao gênios a adorarem a Ele sem atribuir-Lhe semelhantes.

Adorar a Allah sem atribuir-Lhe semelhantes significa obedecer-Lhe em  tudo quanto nos ordenou de crer e fazer e abstermo-nos em tudo o que nos proibiu de crer e fazer.

Os três aspectos de Tauhid abrangem:

Tauhid-ar-Rububiya: A unicidade de Allah na Sua Soberania e Criação. Trata-se da crença segundo a qual Allah é o Único Criador, Soberano, Sustentador Providenciador, Organizador, Ele é Quem dá a vida e a morte, criou o bem e o mal, governa todas as coisas por mais pequenas ou grandes  que sejam, e que nada escapa a Seu poder. Allah diz no Alcorão (42:12): “Suas são as chaves dos céus e da terra; prodigaliza e restringe Sua graça a quem Lhe apraz, porque é Omnisciente.”

Tauhid-Al-Uluhiya: A Unicidade de Allah na Sua adoração. Trata-se da crença segundo a qual não há mais divindade que merece ser adorada, venerada, invocada, acreditada, para quem sacrificar ou suplicada além de Allah o Altíssimo. Para realizar esta obrigação de adorar Allah sem atribuir-Lhe nenhuma semelhança, torná-se necessário seguir o Profeta Muahammad (paz e bênçãos de Allah o cubra) o que constitui parte integrante da declaração de Fé. Allah diz no Alcorão (3:31-32): “Dize: Se amais a Allah, segui-me; Allah vos amará e vos perdoará os delitos, porque Allah é Perdoador, Misericordiador... Dize: Obedecei a Allah e ao Mensageiro...” (59:7) “Aceitai, pois, o que vos dê o Apóstolo, e abstende-vos de quanto ele vos proíba. E temei a Allah porque Allah é Severíssimo no castigo.”

Tauhid-Al-Asma-Wa-Sifaat: A unicidade de Nomes e Qualidades de Allah. Tratá-se da crença da unicidade dos Nomes de Allah, o que significa que devemos mencionar Allah, somente através dos Nomes e das Qualidades sobre as quais Ele é mencionado no Alcorão e no Sunnah autêntico do Profeta Muhammad (paz e bênçãos de Allah o cubra).

De igual forma, isto significa que ninguém mais pode ser chamado pelos Nomes e pelas Qualidades que cabem a Allah somente. Devemos acreditar e confirmar todos os Nomes e as Qualidades que Allah revelou sobre Ele próprio no Seu Livro ou os mencionado na Sunnah do Profeta Muhammad (paz e bênçãos de Allah o cubra) sem portanto mudá-los, interpretá-los, imaginá-los, os ignorar, ou compará-los  com quaisquer que sejam os nomes da Sua criação. Allah diz no Alcorão: (42:11): “Nada é igual a Ele. E Ele é o Oniouvinte, o Onividente.” E diz ainda no Alcorão: (48:10): “A Mão de Allah está sobre suas mãos.” E (38:75): “(Allah) Perguntou: O Lúcifer, que te impediu de prostrares-te ante o que criei com Minhas Mãos?”

Todos esses versículos confirmam a existência das mãos de Allah sem que hajam semelhanças ou comparação alguma com as da Sua criação. Cremos no que Allah revelou  no Alcorão como Nomes e Qualidades sobre Ele próprio e nos que o Profeta (paz e bênçãos de Allah o cubra ) mencionou da maneira como foram citados ou descritos sem ignorá-los, nem imaginá-los, tão pouco interpretá-los ou compará-los com o que quer que seja da Sua criação.

Eis o verdadeiro significado de Tauhid e é também a Fé de todos os Profetas. O Altíssimo [Istawa] (Elevou-Se) sobre o Seu Trono ( da maneara como cabe a Sua majestade) acima dos Sete Céus e Ele desce sobre o primeiro  Céu apenas em duas ocasiões: (1) no dia de Arafat (Peregrinação) e durante a última parte da noite, como informou-nos o Profeta (paz e bênçãos de Allah o cubra) mas isto não quer dizer que Ele desce com a Sua própria Pessoa (Bi-Zhatihi).

E Allah é o maior Conhecedor. O conhecimento, a compreensão, a prática sincera e o chamamento à Tauhid são as condições do nosso sucesso nesta vida e na de além. Allah diz no Alcorão: (12:108): “Dize: Esta é a minha senda. Prego as pessoas (à religião de) Allah com lucidez, tanto eu como aqueles que me seguem. Glorificado seja Allah! E não sou um dos politeístas.” E no Alcorão (47:7): “Se secundardes a Allah, Ele vos secundará e firmará vossos passos (nesta vida e na de além).”

Que a paz e as bênçãos de Allah estejam com o Profeta, com a sua família e os seus companheiros.