e) DEVE-SE INSTRUIR NA CRIANÇA A ONIPRESENÇA DE DEUS:

Deus, louvado seja, diz no Al-Qur´an:

“E quando alguma tentação  do Satanás te assediar, ampara-te em Deus, porque Ele é Oniouvinte, Sapientíssimo. Quanto aos tementes, quando alguma tentação Satânica os acossa, recordam-se de Deus; ei-los iluminados.” (7ª: 200-201)

Raçulullah disse num Hadiss: “... Deves fazer Ibadat a Deus como que estivesses vendo, se não (tens esta capacidade) então Ele está-te olhando...” (Mishkat)

Sahl ibn Abdullah Tasstari (R) conta: Tinha a idade de três anos e eu levantava-me á noite para olhar o meu tio (Muhammad ibn Siwar) efetuando Ibadat. Um dia, o meu tio disse-me: “Porque não recordas Aquele que te criou?” Perguntei-lhe: “Como poderei recordá-Lo?”  Ele respondeu: “Quando te fores deitar (á noite)  recita no teu íntimo, sem mexer os lábios: ‘Allahu maí’ (Deus está comigo), ‘Alláhu názirun ilayya’ (Deus está olhando para mim), Allahu sháhidi (Deus é minha Testemunha), recita isto no íntimo três vezes.”  Pratiquei isto durante alguns dias e depois informei ao meu tio. Ele aconselhou-me: “Agora, recita isto sete vezes.”  Depois de alguns dias, quando o informei da minha regularidade nesta prática, disse-me: “Agora, recita isto todas as noites onze vezes.” Quando continuei com esta prática, Deus incutiu no meu íntimo a doçura desta ação. Depois de um ano, o meu tio disse-me: “Preserva aquilo que te ensinei e continua praticando até a tua morte, pois isto beneficiar-te-á no  mundo como no Akhirah também.” Continuei praticando esta ação ao longo de alguns anos, saboreando sempre a doçura desta ação, no  meu íntimo. Um dia, o meu tio volta-se para mim e diz: “Ó Sahl! Deus se estiver sempre na companhia de um homem. olhando-o permanentemente e testemunhando, ele será capaz de o desobedecer? Por isso, abstém-te dos pecados..” Sahl (R) mais tarde tornou-se num dos eminentes Amigos (Wali) de Deus, resultado da atenção e esforço do seu tio que desde a infância do sobrinho incutiu nele de uma forma brilhante e suave a Omnipresença de Deus.

Uma das formas mais eficazes de criar o gosto pelas práticas do Din nas crianças é o método de Ta'lim(ensinamento religioso) diário. Graças a Deus, o Shaikul Hadith Moulana Muhammad Zakariya (R) compilou certos livros de Fazáil (virtudes) das ações,cuja leitura diária diante da família e em especial as crianças têm produzidos frutos positivos e também graças a Deus estes livros encontram-se já traduzidos em Português.

3-  A RESPONSABILIDADE DOS PAIS A RESPEITO DA CONDUTA  DOS FILHOS

Trata-se de uma responsabilidade muito importante, pois mediante este cuidado a  conduta, moral e o carater dos filhos irão ter o seu desenvolvimento. Se o filho, desde a sua infância, cresce num ambiente de Imán(crença) em Deus, aprendendo a teme-Lo, confia-Lo, considerando-O Omnipresente, suplicando-O nas suas necessidades, a sua conduta e as suas maneiras terão um desenvolvimento positivo, a ponto de estar sempre apto para aceitar atos virtuosos. O efeito deste tipo de ambiente sobressai no bem da própria criança. Porém, quando esta atenção por parte dos pais deixa de existir ou  nunca existiu, a criança cresce longe do Din, afastado de Deus, ela adquire gradualmente a desobediência, má conduta, maus hábitos e vícios e chega a ponto de seguir sempre os seus desejos íntimos, nunca preocupando-se com a vontade de Deus.


CONSEQÜÊNCIAS

1-Conseqüentemente, se a natureza dele é mais inclinada para a lentidão, preguiça e indolência, leva uma forma de viver apagada, como um morto vivo ou um (objeto) existente mas perdido, nem beneficia e nem é beneficiado.

2- Se a natureza dele inclina-se mais  para um comportamento ‘animalesco’ então, irá sempre atrás dos prazeres e desejos carnais, ultrapassando as barreiras e limites da permissibilidade não importando-se dos caminhos ou métodos a escolher para atingir os seus objetivos. Não existe pudor  que o trave, nem consciência que o impeça e nem uma capacidade mental suficiente para o alertar.

3- Se a natureza dele inclina-se para um modo racial, a sua preocupação será  o de procurar a grandeza na terra, o orgulho acima das pessoas, a exibição do poder autoritário, a utilização da má língua, a vaidade sobre os seus atos. Sendo assim, nada o impedirá de construir palacetes com as cabeças dos homens ( no lugar dos tijolos) e adorná-los pintando-os com o sangue dos inocentes e piedosos.

4- Se a natureza dele inclina-se para o Shaitán (Satanás),  procurará sempre planear malandrices, tentará dividir os unidos, envenenará os poços para matar, impedirá o escoamento das águas para caçar, embelezará os maus atos, esforçar-se-á para a propagação da pouca vergonha, introduzirá inimizades e rancor nas pessoas.

Estas atitudes resultam da obediência  ao íntimo (Nafs), Deus diz no Sagrado Al-Qur´an:
“E quem é que se afasta mais do bom caminho do que aquele que segue os seus desejos pecaminosos, sem a orientação de Deus?” (XXVIII:50)
Podemos verificar a importância de incutir nos nossos filhos os bons modos, as boas maneiras, a conduta e o caráter que Islam aprova.

ALGUNS CONSELHOS DE RAÇULULLAH A RESPEITO DE AKHLÁQ(CONDUTA)
 

1- Ayub ibn Mussa narra do seu avó que diz que Raçulullah disse: “O pai não pode oferecer uma prenda ao filho melhor do que os bons modos.” (Tirmizi)

2- Ibn Abbas (R) relata que Raçulullah disse: “Tratem bem os vossos filhos e aperfeiçoai os modos deles.” (Ibn Majah)

3- No Hadiss de 'Ali (R) é relatado o seguinte: “Ensinem aos vossos filhos e á vossa família o bem e incutem neles o ‘Adab’ ( os bons modos).” (Musnad a Razzaq)

4- Ibn Abbas (R) relata que Raçulullah disse: “Um dos direitos dos filhos acima dos pais é o de eles (os pais) aperfeiçoarem os modos deles (dos filhos) e darem-lhe um bom nome.” (Baihaqui).

Estas narrativas evidenciam a importância de Akhláq(boa conduta) que os pais devem implementar nos seus filhos;
Assim, os pais devem, desde a infância dos seus filhos, implementar a verdade,  honestidade, firmeza, irmandade, ajuda ao próximo, respeito pelos mais velhos, o bom tratamento para os hóspedes, bondade para com os vizinhos, entre outros hábitos virtuosos.

Da mesma forma, os pais devem purificar a linguagem dos seus filhos, a fim de eles não insultarem, não blasfemarem, não mentirem, não acusarem falsamente, não jurarem em falso, entre outros maus hábitos e vícios.

Também é necessário instruí-los a terem um sentimento moral e social, por exemplo, o bom tratamento aos órfãos, compaixão para com os pobres, gentileza para com as viúvas e necessitados, etc.

Não deixa de ser imprescindível os pais alertarem os filhos para as conseqüências e efeitos negativos de quatro atos:
a) Os efeitos negativos de mentir,
b)  insultar,
c)  roubar,
d) e  praticar atos de pouca vergonha. 
 
 4- A RESPONSABILIDADE DOS PAIS A RESPEITO DO SUSTENTO DOS FILHOS

Uma das responsabilidades dos pais é cuidado que devem ter com as condições físicas dos seus filhos, pois, o desenvolvimento físico, corporal, a força e a saúde física deles requerem uma atenção especial da parte dos pais. Vejamos para aquilo que Deus diz sobre o sustento da família e dos filhos:

“O dever de alimentar e vestir a ama de leite, de maneira decente, recai sobre o pai da criança.”( II:233)

Raçulullah diz num Hadiss: “Dentre aquele Dinar (moeda da época) que você gastou na rota de Deus, e aquele que você gastou na libertação de algum escravo, e aquele que você ofereceu na caridade a algum necessitado e aquele que você gastou sobre a sua família, o mais recompensado é aquele que gastastes sobre a sua família.” (Muslim).

Se o pai negligenciar tais cuidados, será responsabilizado como podemos verificar neste Hadiss:

“É suficiente para se considerar  um ato pecaminoso, ignorar o sustento daquele que se encontra sob sua tutela (responsabilidade).” (Abu Daud).

Numa outra narrativa é mencionado:
“Para um homem pecar é suficiente que ele não gaste acima daquele que encontra-se sob sua responsabilidade.” (Muslim)

Como esta responsabilidade envolve a alimentação e o vestuário, por isso, os pais devem instruir os filhos para que, quer na alimentação quer no vestuário sigam as Sunnah de Raçulullah. Eis aqui algumas ações a observar e incutir neles:

Voltar

ALGUMAS REGRAS DE COMER:

1- Lavar as mãos e não enxugar com a toalha.

2- Recitar Bissmillah(em nome de Deus), comer do seu lado e comer com a mão direita.
Ibn Abi Salamah (R) diz que Raçulullah dirigindo-se para mim, disse: “Ó Rapaz! Menciona o nome de Deus (antes de comer), e come com a mão direita e come do seu lado.” (Bukhari).

3- Não tirar defeitos da comida.
Abu Hurairah (R) relata que Raçulullah nunca tirava defeitos da comida. Se gostasse comia e se não gostasse deixava.” (Bukhari).

4- Não comer do centro do prato.
Ibn Abbas (Radiyalláhu anhuma) conta que Raçulullah disse: “O Barakah (benção de Allah) desce no meio da comida (isto é no centro do prato da comida), por isso, comam dos seus lados e não comam do meio.” (Abu Daud)

5- Não se encostar enquanto estiver a comer:
Abu Juhaifah (R) narra que Raçulullah disse: “Eu não como encostado.(isto é encostando-se a alguma almofada ou qualquer outra coisa.)”  (Bukhari)

6- Comer com três dedos e limpa-los depois de comer.
Ka’ab ibn Málik (R) diz que Raçulullah recomendou para que limpasse os dedos no fim (chupando-os) e limpar o prato e explicou: “Nenhum de vós sabe em que parte da comida (ou migalha) encontra-se o Barakah(benção de Deus).” (Muslim)

7- Apanhar algum pedaço de comida (ou migalha) que eventualmente tenha caído.
Anas (R) conta que Raçulullah depois de comer limpava os três dedos (chupando-os) e dizia: “Se algum pedaço da vossa comida cair, devem apanhar, limpar (ou lavar) e comer. Não deixem aquilo para o Shaitan(Satanás).” E recomendava-nos para que limpássemos o prato e dizia: “Nenhum de vós sabe onde poderá estar o Barakah dentro desta comida!” (Muslim)

8- Deve-se comer em conjunto.
Abu Hurairah (R) diz que Raçulullah disse: “A comida de dois é suficiente para três e a comida de três é suficiente para quatro.” (Bukhari).

9-  Se esqueceu-se de recitar Bissmillah no inicio deve recitar: ‘BISSMILLAHI AWWALAHU WA AKHIRAHU’.
Aisha (R) relata que Raçulullah disse: “Quando algum de vós comer, deve mencionar o nome de Deus (no inicio), se esqueceu-se de mencionar no inicio, então, deve dizer (quando lembrar-se) ‘Bissmillahi awwalahu wa akhirahu’(em nome de Deus, no começo e no fim).” (Abu Daud, Tirmizi)

10- Depois de comer deve louvar Deus e recitar o seguinte Duá( prece):

‘ALHAMDU LILLAHILLAzI AT AMANA WA ÇAQÁNA WAJA ALANÁ MINAL MUSSLIMIN’.
 

BEBER A ÁGUA

1- Deve-se beber a água sentado.
2- Segurar o copo na mão direita.
3- Verificar se há alguma sujidade dentro da água.
4- Recitar Bissmillah no inicio.
5- Beber pelo menos em três respirações.
6- Recitar o Dua depois de beber a água, que é:

‘ALHAMDU LILLAHILLASI SAQÁNA MÁ  AN  AZBAN FURÁTAN BIRAHMATIHI WALAM YAJ ALHU MILHAN UJÁJAN BIZUNUBINA’.

Ibn Abbás (R) narra que Raçulullah disse: “ Não bebam água de uma só vez, (num gole) como o camelo bebe, mas sim efetuando duas ou três pausas respiratórias, mencionando o nome de Deus antes de beber, e louvando-O  depois de beber.” (Tirmizi).

Anas (R) diz que Raçulullah costumava beber água em três respirações.” (Bukhari)

Abu Qatadah (R) diz que Raçulullah proibiu de respirar (ou assoprar) para dentro da panela (recipiente, copo,etc.) (Bukhari)

Anas (R) diz que Raçulullah proibiu  beber em pé. Qatadah diz: “Nós perguntamos a Anas? E comer?” Ele respondeu: “Isto ainda é pior.” (Muslim)

Abu Hurairah (R) diz que Raçulullah disse: “Nenhum de vós deve beber em pé, aquele que esqueceu-se ( e bebeu de pé) deve vomitar.” (Muslim)

Porém, é aconselhável beber a água de Zamzam de pé.

Ibn Abbás (R) diz que dei de beber a água de Zamzam a Raçulullah e ele estava em pé. (Bukhari).

Ummi Salamah (R) narra que Raçulullah disse: “Aquele que bebe num recipiente de prata ou ouro, está introduzindo na barriga dele o fogo de Jahannam(o inferno).”  (Bukhari)

DORMIR

Da mesma forma, os pais devem ensinar as regras de dormir  conforme o método de Raçulullah. Por exemplo:

1- Fazer Wudu'(ablução) antes de dormir.
2- Deitar-se do lado direito colocando a parte lateral do lado direito da face sob a mão direita.
3- Recitar o Duá( prece) antes de dormir que é:

‘Alláhumma bissmika amutu wa ayha’.

4- Não dormir de barriga para baixo.
5- Recitar Áyatul Kursi.(vercículo o Trono 2ª: 255)
6- Recitar o Tassbih Fátimah que é constituído por trinta e três vezes ‘Subhanallah’, trinta e três vezes ‘Alhamdulillah’ e trinta e quatro vezes ‘Allahu Akbar’.
7- Recitar os quatro Kul.
8- Recitar o Surah ‘Almulk’ e ‘As Sajdah’
9- No fim recitar o Dua que Raçulullah costumava recitar, Alláhumma bissmika amutu wa ahya.
10- Ao acordar deve-se recitar o Dua:

‘Alhamdu lilláhillasi ayhána ba’da má amátana wa ilaihin nushur’

Bará ibn Ázib (R) conta que Raçulullah disse-lhe: “Quando te fores deitar, faça Wudu como você faz para o Saláh, depois deves  deitar-te do lado direito e deves recitar:

‘Allahumma asslamtu nafssi ilaika, wa wajjahtu wajhi ilaika, wa fawwadtu amri ilaika, wa alja’tu zahri ilaika, ragabatão wa rahbatan ilaika, lá mala’ walá manja’ minka illá ilaika, ámantu bikitábikallasi anzalta wa nabiyyikallasi arsalta.’.
Estas devem ser as últimas palavras expressadas por você naquela noite.”
(Bukhari e Muslim)

Huzafah (R) diz que Raçulullah quando se deitava colocava a sua mão debaixo da sua parte lateral da face e recitava: ‘Allahumma bissmika amutu wa ahya’. E quando acordava recitava: ‘Alhamdu lilláhillasi ayhána ba’da má amá tana wa ilaihin nushur.’ (Bukhari)

Yaish ibn Tikhfah Alghiffári (R) conta: “O meu pai disse-me: ‘Um dia, estava deitado na Mesquita de barriga para baixo. Alguém mexeu os meus pés e disse: ‘Esta é uma forma de deitar-se que Deus não gosta.’ Quando olhei vi que era Raçulullah.” (Abu Daud)

Abu Hurairah (R) narra uma passagem na qual é mencionado: “...Ó Raçulullah ! Ele comprometeu-se a ensinar-me algumas palavras que iriam beneficiar-me caso eu o libertasse. Raçulullah perguntou: “Quais são aquelas palavras?” Abu Hurairah disse: “Ele disse-me: ‘ Quando fores dormir, recita o Áyatul Kursi do início ao fim. Um anjo da parte de Deus permanecerá na tua proteção, e o Shaitán não se aproximará de ti.” Raçulullah disse: “Sem dúvida, ele apesar de ser um mentiroso, porém falou verdade. Sabes com quem estás dialogando há três noites?” Abu Hurairah respondeu: “Não.” Raçulullah disse: “ Com o Shaitán.” (Bukhari).

Jundub (R) narra que Raçulullah disse: “Aquele que recitar o Surat Yássin á noite, procurando a satisfação de Allah, os pecados dele serão perdoados.” (Musnad Imam Malik)

Abdullah ibn Mas’ud (Radiyalláhu anhu) diz: “Aquele que recitar o Surah ‘Al Mulk- Tabárakallasi’ todas as noites, Deus afastá-lo-á do castigo de Qabr (sepultura), e nós no tempo de Raçulullah denominávamos este Surah por ‘Almániah’ ( A protectora), é um Surah (capítulo) do Livro de Allah, aquele que o recitar todas as noites faz uma ação enorme e muito boa.” (Nssai)

Jabir (R) conta que Raçulullah não dormia sem recitar Surata ‘As Sajdah- Alif lam mim tanzilul...- e Surah ‘Al Mulk- Tabárakallasi”. (Tirmizi e Nassai)

Ibn Mas’ud (R) narra que Raçulullah disse: “Foram-me revelados alguns versículos que nunca me tinham sido revelados; são ‘Qul auzu birabbil falaq’ e ‘ Qul auzu birabbin náss’. (Tabarani)

Abu Said Khudri (R) narra que Raçulullah pedia refúgio (a Deus) contra o mau olhar da parte dos gênios e seres humanos, quando estas duas Suratas foram revelados começou a recitá-los e deixou o resto.” (Tirmizi e Nassai). 

Uqbah ibn Amir (R) conta: Estava na companhia de Raçulullah numa viagem. Depois da aurora, deu-se Azán e Iqámah. Raçulullah colocou-me do seu lado direito e recitou os duas Suratas(Al falak e An Nass). Depois de completar (o Saláh) perguntou-me: ‘Como os achastes?’ Respondi: ‘Muito bons.’ Raçulullah disse: “Recita-os sempre que dormires e sempre que acordares.” (Ibn abi Shaibah)

Voltar


5- A RESPONSABILIDADE SOCIAL DOS FILHOS

AS AMIZADES89

Um dos cuidados importantes que os pais devem ter é com as amizades dos filhos. Os amigos bons têm a obrigação de  chamar atenção sempre que seja necessário, de  alertar sempre que se esqueça, de  ajudar sempre que necessite, de partilhar a dor sempre que ela apareça, etc.  Hoje em dia, se bem que seja raro encontrar amigos com estas qualidades, porém, eles destacam-se devido a tais qualidades.

Raçulullah disse: “O homem (geralmente) anda conforme a maneira do seu amigo, por isso, cada um de vós deve olhar com quem anda.” (Tirmizi e abu Daud).
É um fato que as companhias têm o seu efeito; as boas sempre produzem efeitos positivos e progressivos, enquanto que as más companhias somente conduzem para a perdição, vício, obcecação, extravagância, etc.

Abu Mussa Ash’ari (R) narra que Raçulullah disse: “O exemplo da boa e má companhia é idêntico ao de um vendedor de Itr (perfume) e um forneiro que esteja a assoprar o forno. Com o vendedor de Itr; ele ou oferecer-te-á ou você próprio comprará ou pelo menos irás cheirar um bom aroma., enquanto que aquele que encontra-se assoprando para o forno ou queimará as tuas roupas ou irás cheirar a fumo ( mau cheiro).”  (Bukhari e Muslim)

Raçulullah disse: “Não deves acompanhar exceto o Mu’min (crente) e não deve comer da tua comida exceto o Muttaqui (piedoso).”  (Abu Daud e Tirmizi)
 

Raçulullah disse: “Afasta-te do mau amigo, pois tu és reconhecido através da amizade.” (Ibn 'Assakir)

Podemos concluir a importância de o pai escolher um agrupamento decente para a companhia do seu filho. O ideal e bom amigo que o pai deve escolher para o seu filho deve ter as características de este visitá-lo sempre que esteja doente, de oferecer ofertas mútuas sempre que a ocasião seja propícia para tal, de relembrar um ao outro quando algum deles  esquecer-se de algum ato virtuoso, de colaborarem mutuamente nas necessidades, etc.

Entretanto, os pais devem explicar aos filhos os direitos dos amigos, que eles devem respeitar e cumprir, como por exemplo:

1- SALÁM- Cumprimentar.
Abdullah ibn Amr ibn Ás (R) conta que um homem fez a seguinte pergunta a Raçulullah: ‘Quais as boas qualidades do Islam?’ Raçulullah respondeu: "Dar de comer (aos necessitados) e deves cumprimentar a quem conheças e desconheças." (Bukhari e Muslim)

Abu Hurairah (R) narra que Raçulullah disse: “Não entrareis no Jannah( Paraíso) enquanto não possuirdes Imán (fé ou crença completa) e não possuireis Imán (completo) enquanto não amarem uns aos outros. Querem que vos indique algo que ao observá-lo ireis amar uns aos outros? Espalhem o Salám (cumprimento) entre vós.” (Muslim)

Assim, quando o filho encontrar-se com algum amigo, deve-o cumprimentar dizendo:

“ASSALAMU ALAIKUM WARAHMATULLÁHI WABARAKÁTUHU”


2-  IYÁDAT- VISITÁ-LO  QUANDO ESTIVER DOENTE.

Abu Mussa (R) narra que Raçulullah disse: “Visitem os doentes, dão de comer (aos necessitados) e libertem os prisioneiros.” (Bukhari)

Abu Hurairah (R) narra que Raçulullah disse: “Um muçulmano tem que respeitar cinco direitos para com outro muçulmano; responder o cumprimento, visitar o doente, presenciar o funeral, aceitar o convite e responder a aquele que espirrou.” (Bukhari e Muslim)
 

3- RESPONDE-LO QUANDO ESPIRRAR

Abu Hurairah (R) narra que Raçulullah disse: “Quando um de vós espirrar, deve dizer: ‘Alhamdulillah’. O irmão (muçulmano) que o ouviu deve respondê-lo dizendo: ‘Yarhamukallah’. Este (que espirrou) deve dizer ‘Yahdikumullahu wa yus lihu bálakum.’ (Bukhari)
 

4- VISITÁ-LO  PARA  SATISFAZER  DEUS

Abu Hurairah (R) narra que Raçulullah disse: “Aquele que visitar um doente ou algum seu irmão, pela causa de Deus (isto é para satisfaze-Lo), um (anjo) anunciador anuncia: ‘És abençoado e o teu andar também é abençoado. Escolhestes uma residência no Jannat.’” (Ibn Majah e Tirmizi)
 

5-  AJUDÁ-LO NA HORA DA NECESSIDADE

Abdullah ibn Umar (R) narra que Raçulullah disse: “Um Muçulmano é irmão de outro Muçulmano; não o oprime, nem deixa de o ajudar. Aquele que estiver na ajuda do seu irmão Allah estará na ajuda dele. Aquele que afastar alguma dificuldade de um irmão Muçulmano, Allah afastará uma dificuldade dele do Akhirah. Aquele que ocultar (os defeitos) de um Muçulmano, Allah ocultará (os defeitos) dele.” (Bukhari e Muslim).


6- ACEITAR O CONVITE

Abu Hurairah (R) narra que Raçulullah disse: “Um muçulmano deve respeitar cinco direitos do seu irmão muçulmano; 1) Responder ao cumprimento, 2)  Visitar o doente, 3) Participar no funeral,  4)Aceitar o convite,  5)Responder a aquele que espirrou.” (Bukhari e Muslim).
 

7- FELICITÁ-LO NAS OCASIÕES DE ALEGRIA

Amr ibn Shuaib(R) narra do seu pai e este do seu avó, que Raçulullah disse: “Sabem qual o direito do vizinho (incluindo o amigo)? Se ele te pedir ajuda deves ajudá-lo;  se te pedir algum empréstimo, emprestá-lo; felicitá-lo por ter alcançado algum bem; revelar os sentimentos por alguma dificuldade  o ter atingido...” (Al-Jamiul al-Kabir).
 

8- OFERECER DE ACORDO COM AS CIRCUNSTÂNCIAS

Anas (R) narra que Raçulullah disse: “Ofereçam ofertas pois esta ação cria amor e afasta o rancor.” (Dailami) 

Também é considerado como um amigo aquele que acompanha temporariamente, como por exemplo alguém que o acompanhe numa viagem. Há que respeitar os direitos dele também. É relatado que Raçulullah  encontrava-se numa viagem e um dos seus companheiros acompanhava-o. Raçulullah e o seu companheiro montados nos seus animais, chegaram a uma mata. Raçulullah entrou  e partiu dois paus. Em seguida, deu o pau que encontrava-se em bom estado ao companheiro e guardou para si o pau entortado. O companheiro disse: ‘Ó Raçulullah ! Vós merecias este pau!’ Raçulullah respondeu: ‘Sem dúvida um homem acompanha  alguém, e ele será questionado acerca da sua companhia ( se preencheu ou não os direitos do companheiro) nem que o acompanhe por uns momentos durante o dia.” (Tabari)

9- O DIREITO DO MAIS VELHO

O mais velho é  aquele que tenha uma idade maior, que possui mais 'Ilm (conhecimento), que é muito piedoso, que possui prestigio e grau...

Se tais pessoas, respeitarem o Din, cumprindo com a Shariah(lei Islâmica) de Deus, é um dever das pessoas respeitarem e reconhecerem o seu grau, de acordo com os ensinamentos de Raçulullah.

Anas (R) narra que Raçulullah disse: “Qualquer jovem que tratar bem um idoso, Deus providenciará alguém que o tratará na sua velhice.” (Tirmizi)

Amr ibn Shuaib(R) narra do seu pai e este do seu avô que Raçulullah disse: “Não pertence do nosso grupo aquele que não tem pena dos nossos mais novos e que não reconhece (o valor) dos nossos mais velhos.” (Abu Daud e Tirmizi)

Abdullah Ibn Umar (R) narra que Raçulullah disse: “Sonhei  que estava efetuando Misswak(escovando os dentes). Dois homens apareceram, dos quais um era mais velho que o outro, então, ofereci o Misswak ao mais novo. Ouvi uma voz a dizer-me: ‘Começa com o mais velho, então ofereci primeiro ao mais velho.” (Muslim).

Outro aspecto importante é o casamento dos filhos. Sobre este tema mencionaremos mais detalhes nos futuros capítulos de ‘Abwábul birr’.

Que Allah aceite os nossos jovens para o Khidmat(servir) e esforço do Seu Din(religião).

Voltar