O que temos que fazer para que as nossas Orações sejam aceitas?

Etiqueta de Duaa

Enaltecer Allah e fazer preces a favor do Profeta:

O Profeta disse: ‘Quando cada um de vos estiver a suplicar, ele deve, pois iniciar louvando Allah e glorificando-O, após isto, ele deverá fazer as preces a favor do Profeta. Só depois é que ele poderá fazer a Du’a que desejar.’ (Autenticado por Albani)

Du’a com os Maiores Nomes de Allah:

O Profeta (Sallah Allahu aleyhi wa sallam) ouviu alguém dizer (na sua prece): “Ó Allah! Rogo-Te, em virtude do fato de testemunhar (reconhecer) que Tu és Allah, não há mais divindade que merece ser adorada além de Ti, o Único, para Quem toda a criação se dirige para ajuda, aquele que não gera nem foi gerado, nada há de comparável a Ele!”. Então o Profeta (Sallah allahu anleyhi wa sallam) comentou: “Este indivíduo rogou/suplicou a Allah com os Seus Maiores Nomes, com os quais se for solicitado, Ele dará, e se for suplicado, Ele responderá.” (Abu Daud, at-Tirmidhi)

Levantar as mãos (durante a súplica):

O Profeta disse: “Na verdade, Allah é extremamente Generoso. Quando o Seu servo levanta as suas mãos Ele (em Du’a) jamais devolverá em vão!” (Autenticado por Albani)

Colocar-se para direção de Qibla:

Quando os Quraixitas atormentaram  o Profeta ele dirigiu-se ante a Qibla e suplicou contra eles. (al-Bukhari)

Estar em estado de Wudu (Ablução) (durante a Du’a):

Após a batalha de Hunein, o Profeta (Sallah allahu aleyhi wa sallam) solicitou a água, fez wudhu, e depois levantou as suas mãos e disse: “Ó Allah! Perdoa Ubayd ibn Amir.”

Chorar por temor a Allah:

Uma vez o Profeta recitou alguns dos versículos de Al Qur’an, incluindo as serões seguintes feitas por Ibrahim:
“Ó Senhor meu, já se desviaram muitos humanos. Porém, quem me seguir será dos meus, e quem me desobedecer... Certamente Tu és Indulgente, Misericordiosíssimo!...” (Ibrahim: 36) E de Issa (Jesus) quando disse:
“Se Tu os castigas é porque são Teus servos; e se os perdoas, é porque Tu és o Poderoso, o Prudentíssimo. ...” (al- Maidah: 118)

Assim que acabou de recitar esses versículos, o Profeta disse “Ó Allah! A minha Comunidade!” E depois começou a chorar. Allah disse ao Anjo Jibril (Gabriel): “ Ó Jibril! Vai até Muhammad- e diz que o teu Senhor está inteirado de tudo e pergunta-lhe o que lhe fez chorar?” Assim Jibril dirigiu-se ao Profeta e perguntou-lhe. O Profeta respondeu que ele estava a chorar em virtude da sua preocupação quanto aos seus seguidores, e Allah sabia porque estava a chorar, sem que tivesse perguntado a Jibril. Desta forma, Allah disse, “Ó Jibril! Vai até Muhammad e diz-lhe “Agradar-te-Emos a respeito dos teus seguidores, e não te faremos sofrer.”  (Muslim)

Esperar o bem de Allah:

“Então, Zacarias rogou ao seu Senhor, dizendo: Ó Senhor meu, concede-me uma ditosa descendência, porque Tu ouves à todas  invocações. (Al-Imran, 38)

Disse Zacarias: “Seu Senhor nos atendeu, dizendo: Jamais desmerecerei a obra de qualquer um de vós, seja homem ou mulher, porque procedeis uns dos outros. Quanto àqueles que foram expulsos dos seus lares e migraram, e sofreram pela Minha causa, combateram e foram mortos, absorvê-los-ei dos seus pecados e os introduzirei em jardins, abaixo dos quais corres os rios, como recompensa de Deus . Sabei que Deus possui a melhor das recompensas. (al-Imran, 195)

O Profeta disse: “Façam Duaa quando estiverem convencidos de que as tuas Duaa serão respondidas.” (at-Tirmidhi)

Ele disse igualmente: “Que nenhum de vós morra sem que tenham uma boa opinião de Allah.” (Muslim)

Orar com humildade e temor:

“E o atendemos e o agraciamos com Yahia (João), e curamos sua mulher (de esterilidade); um procurava sobrepujar o outro nas boas ações, recorrendo a Nós com afeição e temor, e sendo humildes a Nós.   (Al-Anbiya, 90)

Fazer preces em tranqüilidade:

“Invocai vosso Senhor humílima e intimamente, porque Ele não aprecia os transgressores.”  (al-Araf, 55)

Reconhecer os teus próprios pecados:

O Profeta disse: “Na verdade, Allah gosta de um crente que diz: “Não há mais divindade que merece adoração além de Ti. Cometi injustiça contra mim mesmo, portanto perdoa os meus pecados, porque ninguém mais perdoa os pecados além de Ti.’ Allah responde, ‘ Meu servo sabe que ele não tem nenhum outro Senhor que perdoa e castiga.!’ (Ahmad, Abu Daud, at-Tirmidhi)

Estar determinado na sua Súplica:

O Profeta (Sallah Allahu alayhi wa sallam) disse: “Quando cada um de vós estar a suplicar, que fique determinado e firme na sua súplica, e que não diga: “ Ó Allah perdoa-me se quiser”, porque ninguém há que pode forçar a Allah em fazer o que quer que seja.” (Muslim)

Fazer duaa com os Nomes e Atributos de Allah:

“Os mais sublimes Nomes pertencem a Allah; invocai-O, pois, e evitai aqueles que negam os Seus Nomes, porque serão castigados pelo que tiverem cometido.” (Surah Al-A’raaf (7): 180)

O que quer que a pessoa esteja a pedir, haverá um Atributo e Nome Divino que é apropriado/correspondente que poderá utilizar.

Repetir a Du’a três vezes:

O Profeta repetia a sua súplicas três vezes como consta no hadiss seguinte: “Ó Allah, Cabe-te a Ti (a retaliação) do Quraich! Ó Allah, Cabe-te a Ti (a retaliação) do Quraix! Ó Allah, Cabe-te a Ti (a retaliação) do Quraich!” (al-Bukhari and Muslim)

Iniciar a Du’a para si próprio:

“Sabe, portanto, que não há mais divindade, além de Allah e implora o perdão das tuas faltas, assim como das dos fiéis e das fiéis” (Muhammad 19)

Fazer preces a favor de todos os Muçulmanos:

“Ó Senhor meu, perdoa a mim, aos meus pais e a todo fiel que entrar em minha casa, assim como também aos fiéis e às fiéis, e não aumentes em nada os iníquos, senão em perdição.” (Nuh 28)

Dizer amém:

Quando Moisés orava para Allah a fim de castigar o Faraó, Harun dizia apenas ameen atrás de Du’as de Moisés. Posto isto, Allah disse: “Disse-lhes (Allah): As Vossas súplicas foram atendidas; apegai-vos, pois, à vossa missão e não sigais as sendas dos insipientes.”  (Yunus 89)

Fazer Du’a continuamente:

O Profeta  disse: “Quem quer que Allah responda as suas súplicas em tempo de dificuldade, deve então aumentar as suas súplicas em tempos de prosperidade!’ (at-Tirmidhi)

Pedir (em Du’a) Abundantemente:

O Profeta disse: “Quando cada um de vós suplicar a Allah, ele deverá pois ser abundante (no que pedir) porque na verdade, ele está a pedir o seu Senhor.” (Autenticado por Albani)

Coisas Detestadas durante as Suplicas

Transgredir em Du’a: Isto acontece quando alguém suplica as coisas proibidas.
“Os adeptos do Livro pedem-te que lhes faças descer um Livro do céu. Já haviam pedido a Moisés algo superior a isso, quando lhe disseram: Mostra-nos claramente Allah.  (Al-Nisa 153)

Não esperar uma resposta:

Disse (ele o Satanás): Ó Senhor meu, tolera-me até ao dia em que forem ressuscitados! Disse-lhe: Serás, pois, dos tolerados, (Al-Hijr 36-37) Desta feita, se a súplica do Iblis (outro nome de Satanás) foi respondida, dai certamente a do crente terá mais direito de ser aceite e respondida!

Fazer as preces para as coisas mundanas somente:

“Outros dizem: "Ó Senhor nosso, concede-nos a graça deste mundo e do futuro, e preserva-nos do tormento infernal!" Estes, sim, lograrão a porção que tiverem merecido, porque Deus é Destro em ajustar contas.” (Al-Baqarah, 201-202)

Duaa para promulgar o castigo:

O Profeta visitou um efêmero (doente) em estado grave e ele emagreceu de tal maneiro que ficou como um pintinho recém-nascido e perguntou-lhe: ‘Havias feito uma súplica ou tinhas pedido algo?’ Ele disse: Sim, eu pedia: ‘Qualquer que seja o castigo reservado para mim no outro mundo, inflija-o em mim neste mundo! O Profeta respondeu: “Subhana Allah! (Que Allah seja exaltado! Jamais serás capaz de suportar isto! Porque não dissestes: Ó Allah! concede-nos a graça deste mundo e do futuro, e preserva-nos do tormento infernal!” (Muslim)

Amaldiçoar alguém:

O Profeta disse: “Não é comportamento do Muçulmano fazer mal aos outros ou amaldiçoá-los, ou ser vulgar ou  indecente (imoral).” (Autenticado por Albani)

Du’a feita para o mal e ter pressa em Du’a:

O Profeta disse: “A Du’a de qualquer crente será sempre respondido, desde que ele não rogue pelo pecado ou pelo corte de laços de afinidade, e desde que ele não tenha pressa.” Foi perguntado: “Ó Apóstolo de Allah, o que significa ter pressa?’ Ele respondeu: “Um crente diz: ‘tenho feito preces e preces , acho que a mesmo não vai ser aceita’ dai ele abandona esperança de ser respondido, e abandona a Du’a.” (Muslim)

Pedir a morte:

O Profeta disse: “Nenhum de vos deverá desejar a morte em virtude de uma calamidade que afligiu-lhe. Se todavia, ele não tiver outra opção senão a de pedir a morte, que diga: ‘Ó Allah! Concede-me a vida se isto for melhor para mim, e concede-me a morte se a mesma for melhor para mim!’ (Al-Bukhari)

Olhar para  cima (céu) durante a prece:

O Profeta (Salla Allahu A’layhi Wa Sallam) disse: “As pessoas devem deixar de levantar as suas vistas para o céu enquanto estiverem a suplicar durante a oração ou as suas vistas serão arrancadas.” (Muslim)

Depender dos outros para fazer Du’a:

Determinadas pessoas não fazem du’a nenhuma, mas pedem para outras fizerem, porque elas pensam que têm muitos pecados. Isto está errado! Um indivíduo deve suplicar a favor de si mesmo.

Chorar em voz alta em público:

Chorar intensamente ou gritar em voz alta e na presença de outras pessoas constitui entre as coisas que devem ser evitadas durante a Du’a.

A Melhor Hora para Fazer Duaa Durante a ultima parte da noite:

“E, ao amanhecer, imploravam o perdão de suas faltas.”   (Al-Dhariyat, 18)

O Profeta disse: “O nosso Senhor desce todas as noites, durante a última parte da mesma, aos céus deste mundo, e pergunta: ‘Quem quer rogar-me para que Eu lhe conceda? Quem quer pedir perdão para que Eu lhe perdoa?’
Ele disse mais: “Um crente pode chegar a aproximar-se do seu Senhor durante a última parte da noite, portanto, se puderem estar  entre as pessoas que se recordam de Allah nessa altura, que o façam!” (Autenticado por Albani)

Durante a Azan (chamamento da oração):

O Profeta disse: “Duas súplicas jamais serão rejeitadas, ou dificilmente rejeitadas: A Du’a durante azan e aquela feita durante a calamidade, quando dois exércitos se confrontam.” (Autenticado por Albani)

Numa outra versão: “Quando a oração for chamada (azan), as portas dos céus se abrem, e a Du’a é respondida.” (Autenticado por Albani)

No período entre o Azan e Iqama:

O Profeta afirmou “A súplica feita no período entre azan e iqama não é rejeitada.” (Autenticado por Albani)

Durante a Oração: (tratam-se de súplicas bem determinadas, mas as súplicas em forma genérica, com a exceção de Sujud e depois de assento final)

Antes de rukuu (genuflexão): e após a conclusão de recitação de al-Qur’an (como é o caso de Witr e Qunut); ao levantar-se da posição de genuflexão; durante o ruku (genuflexão); durante sujud (prostração), enquanto se estiver na posição do assento entre as duas prostrações e depois de tashahud final.

Durante a posição de Sujud (prostração):

O Profeta disse: “Qualquer crente fica muito próximo do seu Senhor na posição de sujud, por isso, aumentem as súplicas durante a mesma.” (Muslim)

Durante a recitação de al-fatihah:

O Profeta disse: “Allah afirmou: Dividi a oração entre o Meu servo e Mim em duas partes e o Meu servo terá aquilo que rogar. Assim sendo, quando o servo disse: Alhamdulillah Rabb il-A’alamin’ Allah responde, ‘o Meu servo enalteceu-Me! E quando diz: Ar-Rahmaan Ar-Raheem,’ Allah responde ‘o Meu servo glorificou-Me! E quando ele diz: Maliki yaumi al-Deen’, Allah responde, ‘o Meu servo enalteceu-Me’ e quando ele diz: Iyyaaka naabudu wa iyyaaka nastaeen, Allah responde: ‘Isto é entre o Meu servo e Eu, e o Meu servo terá o que deseja.’ E quando diz: ‘Ihdinaa as-siraatta al mustaqeem,’ Allah diz: isto é entre o Meu servo e Eu, e o Meu servo terá aquilo que ele pedir.” (Muslim)

Após a recitação d' al-Fatihah:

O Profeta disse: ‘Quando o imam diz, amin, então digam amin depois dele porque a pessoa em cuja amin coincidir com o amin dos anjos terá todos os seus pecados expiados.’ (Al-Bukhari)

Antes da conclusão de Salat:

 ‘Peçam, serão concedido/respondido! Peçam, serão respondidos! Disse o Profeta ao ibn Massud depois dele haver concluído a seu tashahud, enaltecido Allah e enviado preces ao Profeta.’ (Autenticado por Albani)

O Profeta foi perguntado ‘Ó Apóstolo de Allah! Quais das súplicas tem a maior probabilidade de ser respondida?” O Profeta respondeu: “Na última parte da noite e no fim das orações obrigatórias.” (Aceite por Albani)

Quando dois exércitos se confrontam:

O Profeta disse: ‘Du’as (súplicas) jamais serão rejeitadas: a súplica feita durante o chamamento da oração (azan) e e súplica feita durante a calamidade, quando dois exércitos se confrontam.’ (Autenticado por Albani)

Numa outra versão, ‘Procurem respostas às vossas súplicas quando os exércitos se confrontam e quando a oração é chamada e quando chove.’ (Autenticado por Albani)

Uma hora na Sexta-Feira:

“Na Sexta-Feira, existe uma hora durante a qual, se um Muçulmano pôr-se de pé ante a Allah em oração/prece e rogar Allah por algo bom, o seu pedido será atendido.” disse o Profeta. (Al-Bukhari)

Numa outra versão, ‘A Sexta-Feira comporta doze horas (ou partes desta). Há uma hora durante a qual, se um Muçulmano rogar o quer que seja a Allah, Allah dar-lhe-á o mesmo.’ (Autenticado por Albani)

Quando um indivíduo acorda a noite:

O Profeta disse: Quem acordar a noite e dizer: ‘La ilaaha illa Allah Wahdahu laa sharika lah, lahu al-mulk wa lahu al-hamd wa huwa a’la kulli shay’in Qadeer, Alhamdulillaah, Subhana Allah, wa la ilaaha illaa Allah, wa Allahu akbar, wa la hawla wa la quwata illaa bi Allah.’  E depois diz: ‘Ó Allah perdoa-me ou faz uma súplica, a sua oração será então aceite.’ (Al-Bukhari)

Depois de efetuar o wudu' (ablução):

O Profeta disse: ‘Ninguem há de entre vós que faça o wudu', e o faz de forma perfeita e diz: ‘Testemunho que não há mais divindade que merece adoração além de Allah; Ele é o Único, não tem semelhantes. E testemunho também que Mohammad é Seu servo e apóstolo’ sem que as portas de Paraíso sejam-se abertas e ele entrar por quaisquer uma das portas que desejar.’ (Muslim)

Antes de tomar a água de Zamzam:

O Profeta disse: ‘A água de Zamzam é para tudo o que quer que seja a intenção com que a pessoa a bebeu.’ (Autenticado por Albani)

No Ramadan:

O Profeta disse: ‘Quando Ramadan entra, as portas da Misericórdia (numa outra narração: as portas de paraíso) são abertas, e as portas de inferno enceradas, e os Shaiatin são encarcerados.’ (Al-Bukhari e Muslim)

Na noite de decreto:

“Sabei que o revelamos (o Alcorão), na Noite do Decreto. E o que te fará entender o que é a Noite do Decreto? A Noite do Decreto é melhor do que mil meses. Nela descem os anjos e o Espírito (Anjo Gabriel), com a anuência do seu Senhor, para executar todas as Suas ordens. (Ela) é paz, até ao romper da aurora!” (Al-Qadr)

Dentro da Caaba:

 Usamah Ibn Zayd (radia Allahu anhu) disse que quando o Profeta entrou na Caaba, ele fez Du’a em todos os cantos.’ (Muslim)

Na Safaa e Marwah (locais em Haram requeridos estacionar-se para as súplicas durante Umrah ou Hajj):

Encontra-se relatado que o Profeta fazia súplicas estritamente prolongadas na Safaa e Marwah. (Muslim) Desta feita, o Muçulmano que está ansioso em seguir o Sunnah do Profeta deverá proceder da mesma forma.

Súplica Feita depois de apedrejar o Jamaraat (durante a peregrinação):

Na mesma linha de pensamento, encontra-se relatado que o Profeta apedrejava pequenas Jamarah (pedrinhas) (o que constitui um dos três pilares o de apedrejar nos três dias de Hajj), posto isto, virava para a direção de Qiblah, levantava as suas mãos, e fazia Du’a de forma prolongada. Ele repetia o mesmo procedimento no Jamaraat do meio e no maior, mas quando apedreja-se no maior, já não fazia Du’a. (Al-Bukhari)

No Dia de Arafat:

O Profeta disse: “A melhor das súplicas são aquelas feitas no Dia de Arafat, e a melhor afirmação consiste em declarar o que Eu e os profetas que antecederam-me têm dito: ‘La ilaaha illa Allah Wahdahu laa sharika lah, lahu al-mulku wa lahu al-hamdu wa huwa a’la kulli shay’in Qadiir, ( não há mais divindade que merece adoração além de Allah, Ele é o único, e não tem semelhantes. A Ele pertence o Domínio, e a Ele é dirigido todos os louvores, e Ele detêm o poder sobre tudo.)’ (Aceite por Albani)

Durante os dez primeiros dias de Dhul-Hijjah (do mês de Hajj):

O Profeta disse: ‘Não existem os dias durantes os quais as obras feitas são muito queridas por Allah como os desses dias.’ (Al-Bukhari)

Ao visitar o enfermo (doente):

O Profeta disse: ‘Quando estiverem perante um doente, ou falecido(antes do seu enterro) devem dizer boas palavras, porque os anjos dizem ameen em tudo quanto dizíeis.’ (Muslim)

Quando a alma de um individuo é retirada:

O Profeta disse ao visitar um indivíduo nas vésperas da sua morte: “Não supliquem para vos mesmos senão pelo bem, porque os anjos dirão ameen a tudo quanto pedirem.” E o Profeta (salla Allahu aleyhi wa sallam) suplicou: ‘Ó Allah, perdoa Abu Salamah e eleva a sua posição entre aqueles que guiastes.’ (Muslim)

Quando estiver chovendo:

O Profeta disse: ‘Du’as são as súplicas que jamais serão recusadas: a Du’a feita na altura em que a oração está sendo chamada, e durante a chuva.’ (Autenticado por Albani)

Ao escutar-se o canto do galo:

O Profeta afirmou: ‘Quando escutarem o canto de um galo, peçam/supliquem pois a Allah pelas Suas graças, porque o mesmo deparou-se/viu um anjo, mas quando ouvirem o zurro (som ) do burro, procurem pois pelo refúgio junto de Allah contra o Satanás, porque ele terá visto um Demônio.’ (Autenticado por Albani)

As Condições Durante quais as Suplicas são Aceitas

A pessoa que tenha sido injustiçada:

O Profeta) disse: “Du’a da pessoa que tiver sofrido de injustiça é aceita, mesmo que ela é um fassiq (um pecador), porque o seu pecado será contra ele mesmo.” (Autenticado por Albani)

O Profeta disse: “Há três Du’as que são sempre respondidas, e não há nenhuma sombra de dúvida acerca das mesmas: ‘ a Du’a daquele que foi alvo de injustiça ...” (Autenticado por Albani)

Um indivíduo em situação extremamente difícil:

“Por outra, quem atende o necessitado, quando implora, e liberta do mal e vos designa sucessores na terra? Poderá haver outra divindade em parceria com Deus? Quão pouco meditais!”  (62: Al-Naml)

Depois do acontecimento de uma calamidade:

O Profeta disse: ‘Não há Muçulmano algum que tenha sido afligido por uma calamidade, e depois diz aquilo que Allah ordenou-lhe dizer: “A Allah pertencemos e a Ele regressaremos! Ó Allah! Concede-me algo melhor do que isto para substituí-lo’ sem que Allah lhe conceda algo melhor em substituição (do que perdeu ou do que lhe aconteceu)’ (Muslim)

O Viajante:

O Profeta disse: ‘Há Du’as que são respondidas, e não há nenhuma sombra de dúvida acerca disto...a Du’a do viajante,...’ (Autenticado por Albani)

A Du’a do pai a favor (ou contra) o seu filho:

O Profeta disse: ‘Há Du’as que são respondidas e não há dúvida alguma acerca disto... e a du’a do pai pelo seu filho.’ Numa outra versão: …a Du’a do pai contra o seu filho.” (Autenticado por Albani)

A Du’a do filho a favor do seu pai:

O Profeta disse: ‘Quando um indivíduo falece, todas as suas obras cessam, com a exceção de três: a sadaqah jariyah (uma obra de caridade que dura muito tempo, como por exemplo, construir uma mesquita ou uma escola Muçulmana procurando o contentamento e prazer de Allah); ou um filho piedoso que faz Du’as a seu favor (pai) ou algum conhecimento (que ele legou) que continua a beneficiar os outros.’ (Muslim)

Um indivíduo em estado de jejum:

O Profeta afirmou: ‘Três súplicas já mais serão rejeitadas: a Du’a do pai, a Du’a do indivíduo em jejum e a Du’a do viajante.’ (Autenticado por Albani)

Um Indivíduo efetuando peregrinação, Umrah ou Jihad:

O Profeta disse: “A pessoa que encontra-se a combater no caminho de Allah, aquela que está a efetuar a peregrinação e a que está a fazer Umrah são (como) hóspedes de Allah. As suas súplicas são respondidas,e os pedidos são concedidos.” (Autenticado por Albani)

Duaa feita a favor de um indivíduo ausente:

O Profeta disse: ‘Não há Muçulmano crente algum que ore/ faça preces a favor do seu irmão (Muçulmano) na sua ausência sem que um anjo responda, ‘a que seja dada a mesma coisa para ti.’ (Muslim)

O indivíduo que se lembra de Allah constantemente:

O Profeta disse: “As Du’as de três (tipos de pessoas) não são rejeitadas: A pessoa que se lembra de Allah constantemente, a vítima de uma injustiça e um dirigente justo.’ (Autenticado por Albani)

Um dirigente justo:

O Profeta disse: “As Du’as de três (tios de pessoas) não são rejeitadas:...e o dirigente justo.’ (Autenticado por Albaani)

O que Contribui para que a sua Suplica seja Aceita

Sinceridade:

“E (recorda-te) de Zun Nun quando partiu, bravo, crendo que não poderíamos controlá-lo. Clamou nas trevas: Não há mais divindade do que Tu! Glorificado sejas! É certo que me contava entre os iníquos!”  (Al-Anbiyah 87)

Ter a melhor opinião de Allah:

Um crente deve entender que tudo quanto ele deseja encontra-se com Allah. “Na verdade, o Seu comando, sempre que deseja fazer algo, é dizer “seja e é.” (21: Al-Hijr)

Fazer boas obras:

O Profeta disse: “Faz com que um órfão aproxima-se de ti, e trata-lhe bem, acarinha a sua cabeça e dê-lhe de comer a partir da tua comida. Isto fará com que o teu coração se abrande e as tuas necessidades sejam satisfeitas.” (Autenticado por Albani)

Realizar os direitos dos pais:

O Profeta disse a Omar: “Um homem virá ter contigo (conhecido por) Uways ibn A’mir, com algumas pessoas provenientes de Yemen. Ele pertence à tribo de Qaran. Ele havia sofrido de doença de lepra (em todo seu corpo) e foi curado salvo uma parte do corpo do tamanho de dirham. Ele tem uma mãe para quem ele é extremante obediente. Se ele tiver que jurar em nome de Allah, Allah realizará o seu voto/juramento. Se conseguires pedir-lhe que pedir perdão a teu favor, então faça-o.” (Muslim)

Fazer Du’as em Todas as situações:

O Profeta disse: ‘Quem desejar que Allah responda às suas súplicas em tempos de dificuldades que aumente as suas súplicas em tempos de facilidade.’ (Autenticado por Albani)

Fazer atos voluntários suplementares para além dos atos obrigatórios:

No hádiss seguinte, o Profeta havia afirmado que Allah subhanahu wa t’ala diz: ‘Quem mostrar inimizade com o Meu wali, então Eu declaro guerra contra ele. E o Meu servo continua a aproximar-se de Mim mediante a realização das obras voluntárias, até que Eu o ame. E quando o amar, Eu Me torno seus ouvidos através das quais ele escuta, as suas vistas através das quais ele vê, e as suas mãos através das quais ele agarra, e os seus pés através dos quais ele anda. Se ele pedir-Me dar-lhe-ei, e se procurar refúgio junto de Mim, dar-lhe-ei o refúgio. (Al-Bukhari)

Arrepender-se dos pecados passados:

O Profeta Noé disse ao seu povo: “Dizendo-lhes: Implorai o perdão do vosso Senhor, porque é Indulgentíssimo; Enviar-vos-á do céu copiosas chuvas, Aumentar-vos-á os vossos bens e filhos, e vos concederá jardins e rios.” (10-12: Nuh)

Apresentar uma apresente humilde: O Profeta afirmou: ‘É possível que uma pessoa (um Muçulmano) que está empoeirado e com cabelo despenteado, vestindo apenas duas peças de roupa vulgar, se ele jurar para que Allah realize as sua súplica, Allah aceitará a mesma. (Muslim)

Fazer Dua’as em Lugares Sagrados:

Allah abençoou certos lugares. Como por exemplo, os masajed (mesquitas) são lugares preferidos por Allah acima das casas ou mercados; Os lugares sagrados de Hajj (peregrinação) –durante o tempo de Hajj apenas- (Mina, Muzdalifah, e Arafat) são lugares onde o Profeta-Salla Allahu A’layhi Wa Salam –fazia muitas súplicas. Outros lugares incluem Saafa e Marwaa e como seria óbvio a masjid Haram em Makkah.

O que Pode Impedir a tua Súplica ser Aceita

Cometer haram(ato ilícito):

De acordo com hádiss no qual o Profeta disse: “Na verdade Allah é Puro e só aceite aquilo que é puro....” (Muslim)

Abandonar a dawa’h, recomendar o mal e proibir o bem:

O Profeta disse “Juro por Aquele em cujas Mãos repousa a minha alma (Allah), vocês devem comandar o bem e proibir o mal, porque senão Allah infligir-vos-á com um castigo. Desta feita, suplicarão a Ele mas Ele não responderá as vossas súplicas.” (at-Tirmidhi)

Ter Pressa e desesperar-se em fazer du’as:

O Profeta disse: “Um crente diz, ‘fiz preces e fiz preces, e vejo que não serão respondidas’, dai, ele perde a esperança de ser respondido.”

Pedir algo Proibido:

Como já foi mencionado antes que um indivíduo pede por algo proibido ou pelo corte de laços de afinidade. Um homem casado com uma mulher perversa:

O Profeta: “Três tipos de pessoas fazem duaá (súplica), mas não serão respondidas: (a primeira) um homem casado com uma mulher de mau caráter, mas ele não a divorcia....” (Muslim)

A Sabedoria por detrás da Demora em Receber a Resposta da tua Suplica Allah o Soberano:

“Ele não poderá ser questionado quanto ao que faz; eles sim, serão interpelados.”   (23: Al-Anbiya)

A demora pode significar uma prova:

“Toda a alma provará o gosto da morte, e vos provaremos com o mal e com o bem, e a Nós retornareis.”  (35: Al-Anbiya)

Allah é o mais Sábio:

Quando Allah concede algo à uma pessoa, Ele o faz dotado de uma sabedoria e quando Ele restringe algo, Ele o faz com sabedoria.

“E sabedoria prudente (este Al-Qur’an); porém, de nada lhes servem as admoestações.”  (5: Al-Qamar)

O que a pessoa solicita pode acertar más conseqüências:

“Entre eles há alguns que prometeram a Deus, dizendo: Se Ele nos conceder Sua graça, faremos caridade e nos contaremos entre os virtuosos. Mas quando Ele lhes concedeu a Sua graça, mesquinharam-na e a renegaram desdenhosamente. Então, Deus aumentou a hipocrisia em seus corações, fazendo com que a mesma durasse até ao dia em que comparecessem ante Ele, por causa da violação das suas promessas a Deus, e por suas mentiras.” (75-77: Al-Tawbah)

A escolha de Allah é melhor do que a do servo:

Ó servo de Allah! Quando a tua súplica não for respondida, pergunta-te a ti mesmo: “Não será o caso de que Allah sabe melhor que aquilo que estou a pedir pode não ser benéfico para mim? E Não verdade que Allah é o extremante misericordioso de todos quantos possuem misericórdia? Por isso, nesta prevenção, pode haver muita bondade para mim! As Provas aproximam um indivíduo à Allah.

O Profeta  afirmou: “A envergadura (o tamanho) da recompensa depende da severidade de prova. Se Allah ama um indivíduo, Ele o põe em provas, dai quem se contentar (de Allah), deve então ficar contente (de Allah) e quem se zangar, então receberá a cólera (de Allah).” uma prova de Allah de todos quantos Possui misericórdia é restringe algo, Ele o faz com sabedoria” (Autenticado por Albani)

Algo detestado pode as vezes trazer o bem:

“Está-vos prescrita a luta (pela causa de Deus), embora o repudieis. É possível que repudieis algo que seja um bem para vós e, quiçá, gosteis de algo que vos seja prejudicial; todavia, Deus sabe todo o bem que fizerdes, Deus dele tomará consciência.”  (216: Al-Baqarah)

Twasul

Tawasul é um ato de adoração e uma forma de fazer du’as à Allah. Portanto, a mesma deve ser sincera e deve ser feita de acordo com o Sunnah do Profeta.

Tawasul em Árabe significa: procurar conchegar-se a Allah.

Allah menciona no Al-Quran: “... (eles) desejam meios de acesso ao seu Senhor...” (Al-Isra 17:57) por exemplo, chegar próximo de Allah mediante a realização de atos de adoração que Ele gosta e que Lhe apraz. Esses atos podem ser tanto obrigatórios ou voluntários, e podem apresentar-se em forma de palavras, ações ou crença.

Mencionar os Nomes e Atributos de Allah:

O Profeta disse: “Ninguém há que tenha uma calamidade o tristeza e depois dizer o seguinte : ‘’O Allah, eu sou o teu escravo, o filho do Teu escravo, filho do Teu servidor, a minha Testa (o meu Topete) encontra-se nas Tuas Mãos, o Teu comando sobre mim é logo (sempre) executado e o Teu decreto sobre mim é justo. Eu rogo-Te por cada um dos Teus Nomes com os quais Te designaste a Ti Mesmo, ou os que revelaste no Teu Livro, ou os que Ensinaste a cada uma das Tuas criaturas, ou os que preservaste no Teu conhecimento invisível, que faça com que o Al-Qur’an seja a vida do meu coração e a luz do meu peito, e a saída da minha tristeza e a libertação das minhas preocupações” a não ser que Allah retirar’a toda aflição e tristeza e lhe substituíra por alegria.” Ele foi perguntado: Ó Mensageiro de Allah, Devemos aprender isso [essa súplica]?” Ele disse, “Com certeza, quem escutar isso, deve aprendê-lo.” (Autenticado por Albaani)

Eis a transliteração:‘Allaahumma inni ‘abduka ibnu ‘abdika ibnu amatika, naassiyati bi Yadika, maadhin fiy hukmuka, ‘adelon fia qadhaa’uka. As’aluka bi kulli Ismin huwa laka sammayta bihi Nafsaka aw anzaltahu fi Kitaabika aw ‘allamtahu ahadan min khalqika aw ista’sarta bihi fi ‘ilm il-ghayb ‘indaka an taj’al Al-Qur’aana rabee’ qalbi wa noora sadri wa jalaa’ huzni wa zahaaba hammi’

Mencionar os favores de Allah e o estado em que a pessoa se encontra:

“Dizendo: Ó Senhor meu, os meus ossos estão debilitados, o meu cabelo embranqueceu; mas nunca fui desventurado em minhas súplicas a Ti, ó Senhor meu!”  (4: Mariam)

Mencionar as tuas boas obras:

“Que dizem: ó Senhor nosso, cremos! Perdoa os nossos pecados e preserva-nos do tormento infernal.”    (16: Al-Imran)

“Ó Senhor nosso, estabeleci parte da minha descendência em um vale inculto perto da Tua Sagrada Casa para que, ó Senhor nosso, observem a oração; faze com que os corações de alguns humanos os apreciem, e agracia-os com os frutos, a fim de que Te agradeçam.”  (37: Ibrahim)

Ver também o hádiss relacionado com as três pessoas que ficaram fechadas numa caverna e suplicaram a Allah para libertá-las através das suas boas obras ( Al-Bukhari and Muslim)

Du’as e Destino:

O Profeta disse: “Nada aumenta a vida de um indivíduo salvo as boas obras e nada repele o Decreto Divino salvo Du’a.”  (Autenticado por Albani)

Todo o sucesso reside com Allah e que as bênçãos e paz de Allah estejam com o Profeta Muhammad, com os membros do seu lar, com o seus companheiros e com todos quantos os seguem até ao Dia do Juízo Final, amin!