Algumas Dicas para o Mês Sagrado de Ramadan

O sagrado mês de Ramadán avizinha-se; trata-se de um hóspede muito honrado que vem nos visitar anualmente, trazendo consigo inúmeras virtudes. Porém, se não soubermos tirar o devido proveito da sua presença, poderemos fazer parte de entre os arruinados.

Sendo um hóspede muito especial, é nosso dever prepararmos-nos para recebê-lo, daí a necessidade de se deixar aqui algumas dicas de modo a se poder extrair o melhor proveito, termos um Ramadán diferente e que possa fazer alguma diferença nas nossas vidas.

O Ramadán deve ser um mês de mudanças positivas. A vida e o quotidiano durante o Ramadán devem servir de exemplo e modelo para os restantes meses. Durante a nossa vida, já presenciamos vários meses de Ramadán; alguns dez, outros vinte e outros até tiveram a oportunidade de passar por mais de quarenta Ramadán.

Mas será que com isso algo mudou em nós, pois deveríamos estar dez, vinte ou quarenta vezes melhor do que antes? Então porque é que ainda estamos espiritualmente na mesma?

Certa vez, quando Jibraíl A.S. disse: Que seja destruído aquele que encontrou o Ramadán e mesmo assim não conseguiu o perdão, o  Profeta respondeu Amin.

Daqui podemos deduzir quão importante é adquirir o perdão por parte de Allah e esforçarmos ao máximo com o objetivo de melhorar a nós próprios, aproveitando a passagem deste mês que outra oportunidade melhor do que esta esperamos? É necessário ponderar sobre este aspecto e procurarmos corrigir-nos pois, caso contrário, muitos outros Ramadán poderão vir e passar sem que consigamos alcançar o verdadeiro objetivo deste nobre mês.

A morte é certa, embora não saibamos quando ela nos chega. Será que este é o nosso último Ramadán? Isso somente Allah sabe, mas devemos recordar que muitos dos que estiveram presentes no ano anterior, já mais não estão, algo que deveria servir-nos de lição.

Portanto, vamos aumentar os nossos esforços para que possamos adquirir o melhor que este sagrado mês tem para nos oferecer. É primordial estarmos organizados e tenhamos um programa, meta e objetivo pois, caso contrário, mais uma vez será apenas um mês que foi desperdiçado e que passou sem mudar nada em nós. É com esse intuito que deixamos aqui algumas dicas, como forma de se tirar o melhor proveito deste mês:

Algumas Dicas para o Ramadán*

1. Procure jejuar facultativamente nos meses que antecedem o Ramadán, mesmo que seja por alguns dias, tais como às Segundas e Quintas feiras. Aisha (RTA) narra que o Profeta costumava jejuar nesses dias [Tirmizi]. Além de ser um ato virtuoso, ajuda-nos a criar e manter o hábito de jejuar não só no Ramadán como fora deste mês.

2. O Ramadán é um mês de treino e mudanças, por isso, procure deixar os maus hábitos. Se é fumador, comece a deixar definitivamente o tabaco a partir deste mês. Se bebe (bebidas alcoólicas), pare de beber e peça perdão a ALLAH, com intenção e determinação de nunca mais voltar a cometer esses pecados. ALLAH é Clemente, Compassivo e gosta de perdoar. Abu Huraira (RTA) narra que o Profeta disse: “Quem jejuar no mês de Ramadán, com sinceridade e confiança de ser recompensado por ALLAH, terá os seus pecados anteriores perdoados; e quem orar durante a noite no mês de Ramadán, ciente da sua recompensa por parte de ALLAH, terá os seus pecados anteriores perdoados; e quem se mantiver acordado na noite de Al-Qadr, ciente e na confiança de ser recompensado por Allah, terá os seus pecados anteriores perdoados”.  [Bukhari, Musslim e Mishkát]

3. Desligue o televisor, pois o Shaitán sempre procurou desviar o crente através deste aparelho, vindo com pretextos de alguns programas educativos, entre outros. Medite por uns instantes e descobrirá que ao longo dos restantes meses, tais programas pouco ou nada trouxeram de positivo; obviamente que não será neste mês que irá fazer alguma diferença. Todos sabemos que muitos dos canais televisivos contêm programas indecentes e fúteis, que nos podem distrair do verdadeiro objetivo do Ramadán; procure afastar-se disso. Aliás, o Islam instituiu o I3tikáf neste mês como forma do indivíduo criar uma aproximação mais forte com Allah, e condicionou o afastamento da rotina mundana a que está sujeito. Evite também os bate-papos, seja pessoal ou virtualmente (chat), pois tudo isso serve apenas para desperdiçar o rico e valioso tempo não só durante o mês de Ramadán como fora dele.

4. Evite cometer atos fúteis e prejudiciais que possam obliterar e invalidar o jejum, tais como a mentira, calúnia, difamação, etc. Modere também o temperamento e a emoção, pois o Shaitán apraz-se quando o indivíduo se envolve em confusão, discussão e intrigas. Procure estar sempre calmo, pois o Profeta aconselhou: “Se alguém lhe provocar, responda-o dizendo ‘eu estou de jejum’”. Abu Huraira (RTA) narra que o Profeta disse: “Há muitos que jejuam mas não ganham mais do que a fome e a sede (porque não abandonaram o ganho ilícito e a calúnia).” [Dárimi] E consta numa outra narração: “Se a pessoa não deixar a mentira e uma postura falsa durante o jejum, não necessita de se abster de comer e beber. [Bukhari e Musslim]

5. Pratique os cinco Salát obrigatórios em congregação. O Profeta disse: “Praticar o Salát em congregação, tem vinte e sete vezes mais recompensas do que praticá-lo individualmente.” [Bukhari e Musslim] O Profeta disse: “Os melhores lugares na terra para ALLAH são os Massajid(mesquitas) e os piores são as praças.” [Muslim] Por isso, procure sempre chegar cedo ao Masjid, estar na primeira fila e aproveitar o primeiro Takbir. Não se desleixe do Tarawih, ficando a conversar ou fumar no recinto do Masjid. Desafie o seu Nafs (instinto) e alinhe-se no Tarawih. Agradeça a ALLAH pela saúde que lhe proporcionou, pois muitas pessoas e até alguns atletas conseguem jogar durante uma hora, mas apresentam-se incapazes de efetuar condignamente o Salátul-Tarawih.
 

6. Neste mês, procure organizar a rotina de modo a maximizar o seu rendimento. Deixe sempre um tempo para a recitação do Al-Qur’án e não se desleixe pensando em começá-la numa outra ocasião, pois dessa forma, será difícil completar o Al-Qur’án neste mês; tente fazê-lo pelo menos uma vez durante o mês. Uma sugestão: recitando um quarto de juz' antes ou após cada Salát, no final do dia, já terá recitado mais do que um juz'. Se já tem o hábito de recitar o Al-Qur’án, intensifique ainda mais a recitação, procure melhorar a sua leitura e recitar com Tajwid. Não tenha receios em aproximar-se dos Hufaz e Ulamá, pedindo-os que lhe ensine a ler corretamente. Abdullah Ibn Amr (RTA) narra que o Profeta disse: “O jejum e o Al-Qur’án, ambos intercederão a favor do crente no Dia do Julgamento; o jejum dirá: Ó Senhor! Eu impedi-lhe da comida e dos prazeres sexuais durante o dia, portanto, aceite a minha intercessão para com ele; o Al-Qur’án dirá: Ó Senhor! Eu impedi-lhe de dormir durante a noite, portanto, aceite a minha intercessão para com ele. ALLAH aceitará ambas as intercessões. [Baihaqui] O Profeta disse: “Ó vós devotos do Al-Qur’án! Não utilizai o Al-Qur’án como almofada, mas recitai-o corretamente tanto de dia como de noite, pois ele é para ser recitado. Propagai o Al-Qur’án, recitai com boa voz e ponderai sobre o seu conteúdo, para que tenhais sucesso. Não procurai recompensas disso (nesta vida), pois ele (Al-Qur’án) reserva uma magnificente recompensa (no Ákhirah). [Baihaqui]

7. Reserve também um tempo para a família, aproximando-se deles e falando com prudência e bons modos sobre o Din. Nem que for por quinze minutos, faça Taalim em casa, recite o Al-Qur’án e corrija as falhas na recitação, etc. O Profeta disse: “O melhor de entre vós é aquele que aprende o Qur’án e o ensina.” [Bukhari]

8. Aproveite os momentos de Duá e não se desleixe ficando nas conversas, especialmente na hora de Iftár, um dos momentos em que ALLAH aceita o Duá. Levante as mãos e peça a ALLAH com toda sinceridade e humildade; ALLAH gosta quando o Seu servo se dirige a Ele pedindo algo. Peça para si, para seus familiares, amigos e para todo o Ummah. É grátis e não se gasta nem se perde algo. O Profeta disse: “O Duaá de três tipos de pessoas não é rejeitado: O Duá do jejuador na hora do Iftár, o Duaá do governante justo e o Duaá' do oprimido.” [Mussnad Ahmad, Ibn Khuzaima e Ibn Hibban]

9. Acorde para o Suhur, evitando fazer “diretas”, e coma desta abençoada refeição. O Profeta disse: “Quem fizer o Sehri, terá a misericórdia de ALLAH e os  anjos sobre ele.” [Tabaráni] E disse: “Tomai o Suhur, pois existem bênçãos no Suhur.” [Bukhari e Musslim] Aproveite fazer o Tahajjud, um dos Salátes facultativos muito recomendado e cheio de virtudes. Neste momento, faça também muitos Duás e peça perdão, pois ALLAH pergunta aos Seus servos se querem a Sua ajuda, que Ele se dispõe a ajudá-los.

10. Esforce-se em praticar ainda outros Salátes facultativos tais como o Ishráq, Awwabin e Tassbih e engaje-se no Zikr (recordação de ALLAH) pois, conforme mencionamos anteriormente, o Ramadán é um mês onde cada ação facultativa tem recompensa equivalente à obrigatória (Fardh) fora do Ramadán.

11. Adote uma dieta moderada e evite excessos, pois comer em demasiado é prejudicial à saúde e deixa o indivíduo cansado, surgindo a preguiça para a prática do Tarawih e doutros Ibadát. O Profeta disse: “Jejuais e tereis saúde; viajai e tornareis ricos." [Targuib]

12. Aproveite esta promoção anual que ocorre durante o Ramadán; uma acção facultativa equivale, em recompensas, a uma ação obrigatória fora do Ramadán. Intensifique o Sadaqah e ajude ao próximo quanto puder. Eis aqui uma bela sugestão: dê a um jejuador algo para o seu Iftár; isso não diminuirá a recompensa dele, mas irá duplicar a do doador. Se puder, ofereça ranchos aos familiares, vizinhos e necessitados. O Profeta disse que quando alguém providencia a um jejuador algo para o seu Iftár, adquire recompensa semelhante à do jejuador, sem diminuir a recompensa deste. [Baihaqui e Tirmizi] Assma (RTA) narra que o Profeta lhe disse: “Gaste (no Caminho de Allah) e não fique contando (a riqueza), caso contrário, ALLAH dar-te-á riqueza contada. Não pare de gastar (no Caminho de ALLAH), caso contrário, ALLAH irá parar (de derramar) a Sua bênção sobre ti. Gaste quanto puder (para os necessitados). [Bukhari e Musslim] O Profeta disse: “Na verdade, a caridade abranda a fúria de Allah e facilita o sofrimento na (hora da) morte.” [Tirmizi]

13. Participe nos diversos programas que se realizam nos Massajid tais como palestras, Tafsir, etc. Leia livros com matéria sobre o Islam; se puder, compre alguns e ofereça-os aos familiares e amigos, pois é um excelente presente.

14. Na última dezena do mês, procure entrar no Itikáf. Caso não seja possível, intensifique os Ibadát para assim se beneficiar das virtudes do Lailatul-Qadr, que tem recompensas equivalente a mil meses de Ibádat; Quem fizer o Quiyám nessa noite, com fé e intenção de adquirir essas recompensas, são lhe perdoados todos os pecados anteriores. [Bukhari]

15. Tire o Sadaqatul-Fitr antes de terminar o Ramadán, de modo a que o beneficiário tenha tempo suficiente de se preparar condignamente para Ide.

16. Ao terminar o Ramadán, felizardo será aquele que mais proveito tirou deste abençoado mês. Agora, procure manter com firmeza o que colheu durante esse mês. Se antes não fazia o Salát, comece agora a praticá-lo; se fazia individualmente, procure agora fazê-lo no Masjid, em congregação. Mantenha a recitação diária do Al-Qur’án, pois isso não é somente para o mês de Ramadán. Mantenha igualmente o espírito de solidariedade para com os próximos, o que ajudará a ser uma pessoa virtuosa. Recorde o mesmo ALLAH que foi adorado com fervor durante 30 dias e exija de si próprio que Lhe adore o ano todo. O Profeta disse: “Quem passar corretamente o mês de Ramadán, passará bem o ano todo.” Portanto, Passe bem!

In Sautul Isslam –edição 23

Islam.Moz- A voz da religião Verdadeira via email

É livre a reprodução/divulgação total ou parcial deste artigo bastando citar a fonte

Para sugestão, esclarecimento de dúvidas, e contribuição com artigos,  envie um email para islam.moz@gmail.com