CHAMAS

Quando em meu peito acende o amor por Ti
Sou assaltado de uma febre estranha
Que, desde dentro, ferve minhas entranhas
Chama que arde de onde nunca vi.

E ainda que ontem fosse um káfir
Hoje eu me sinto convertido em chama
Tu findas sempre em consumir quem ama
Submeter-se irrestrito a ti.

Um passa a vida em oração e: fim.
Morre esquecido do Amor Celestial
Outro consome-se a partir do mal
E finda por tornar-se um querubim

Maior que a vida de qualquer mu´min
É se deixar queimar por esta chama;
Só sabe o que é amor a ti quem ama
E sabe a ti consagrar o seu fim.