A Vida do Ser Humano

Os Sonhos e Aspirações

As Tentações

Estes são os desejos do ser humano, ultrapassam a barreira da vida e levam o homem à perdição caso este não controle e freie seus instintos e impulsos. Este controle só acontece com a fé numa vida eterna onde não haverá limites nem proibições, e todos os desejos daquele que alcançar o paraíso serão atendidos ilimitadamente e eternamente. A existência desta vida foi informada por Deus e é a razão que leva aqueles que crêem a terem vidas exemplares e aspirações limitadas nesta vida. Porém, aquele que não vê vida alguma após a morte e nem espera encontrar à Deus quer usufruir desta vida e aproveitar para satisfazer seus desejos e vê nesta vida a única chance de fazê-lo, esta é a chamada vida material, vida selvagem, vida inconsciente.

O profeta Muhammad, em várias passagens nos ensina o que podemos esperar desta vida e como unir entre nossas necessidades nela desfrutando do nela existe de bom e lícito e entre a vida após a morte. No hadiss relatado por Ibn Omar, ele relata que o mensageiro de Allah o agarrou pelo ombro e lhe disse: "Sê nesta vida como se fosses um estranho ou um viajante (que não preocupa-se em estabelecer muitas coisas, pois não irá permanecer no local)". E próprio Ibn Omar costumava dizer: "Se amanheceres não espere anoitecer, e se anoiteceres não espere amanhecer.Aproveita tua saúde para a doença, e a tua vida para a morte".

Em outro hadiss, uniu em poucas palavras o que o futuro nos guarda e nos incitou a fazer boas ações antes que as inesperadas ondas da vida nos atinjam... "Apressem-se em agir antes que sete lhes atinjam: O que esperam senão uma miséria esquecedora, ou uma riqueza tentadora, ou uma doença exterminadora, ou uma velhice deterioradora, ou uma morte repentina, ou o falso Messias, o pior mal ausente esperado, ou a hora, e a hora é mais dura e amarga?!!".

Assim o profeta Muhammad nos ensina a tratar a ilusão dos sonhos e desejos, devemos sonhar, porém sem esquecer que nossa vida neste mundo tem um limite, pois que nossos sonhos não façam-nos esquecer da morte e da vida eterna, para que estes sonhos não se tornem ilusão.

E sobre a ilusão dos desejos e aspirações, o Alcorão Sagrado revela a desilusão de um grupo de pessoas ao enfrentarem a retribuição por vossas negligências na terra. Diz Deus, o Altíssimo, ao relatar alguns dos acontecimentos do dia do juízo final: *(Será) o dia em que os hipócritas e as hipócritas dirão aos crentes: Esperai-nos, para que nos iluminemos com a vossa luz! Ser-lhes-á retrucado: Voltai atrás, e buscai a luz! Entre eles se elevará a misericórdia, e em frente à qual estará o suplício infernal. (Os hipócritas) clamarão: Acaso não estávamos convosco? Ser-lhes-á replicado: Sim! Porém, caístes em tentação e vos enganastes e duvidastes (da religião), e os vossos desejos vos iludiram, até que se cumpriram os desígnios de Allah, e o sedutor vos enganou a respeito de Allah* (57:13-14)

4. As mentiras e falsas promessas. O ser humano pode ser iludido pelas mentiras e invenções que forja acerca da realidade para alcançar seus interesses. Se ilude e ilude os que seguem suas falsidades. Disse Deus, o Altíssimo: *Não reparaste nos que foram agraciados com uma parte do Livro? Quando são convocados para o Livro de Allah, para servir-lhes de juiz, alguns deles renegam desdenhosamente. E ainda disseram: O fogo infernal não nos atingirá, senão por alguns dias. Suas próprias invenções os enganaram, em sua religião* (03:23-24).

Ontem e hoje se iludem e iludem o mundo inventando teorias, distorcendo textos e forjando doutrinas. Esta ilusão tem várias formas e vários. Para alcançar seus próprios caprichos e interesses, obter domínio e monopólio iludem o mundo dizendo desejar libertá-lo. Querem libertar o mundo, difundir a paz, porém todos estes nobres objetivos só podem ser alcançados por meios que atendam a seus interesses pessoais e às suas doutrinas forjadas. Querem ver o homem desligado de Deus, longe de limites, sem princípios e, para isso, dizem que a religião é incompatível com a modernidade e com a ciência, a religião é o ópio do povo, representa atraso, dissemina o ódio e o terrorismo, etc... Este é outro tipo de ilusão, ilusão que tem suas conseqüências claras no seio da sociedade que sofre com a desordem causada pela ilusão da difamação.

Assim resumimos os vários tipos de ilusão e aprendemos como estarmos atentos e despertos ao mal que nos rodeia...

Disse o poeta:

Conheci o mal, não para o mal, mas para se abster dele,

Aquele que não conhece o mal,com certeza cai nele.