A Necessidade do Ser Humano em Crer nos Mensageiros de Deus

Havíamos citado anteriormente que Deus garantiu ao homem a orientação que ele precisa para o sucesso e a salvação na sua vida terrena e na vida eterna. E após ter conquistado o sucesso na sua vida terrena e material , ao ter conquistado o sustento do seu corpo e ter conseguido vários avanços na ciência e tecnologia, o homem ainda não conseguiu avançar na parte mais importante da sua vida: o alimento da sua alma e o avanço da sua fé.

Citamos que o homem imagina ter controle sobre si próprio e que pode se orientar sozinho e não precisa da orientação divina na sua vida. Alimentou o corpo e ficou satisfeito, alimentou a mente e ficou satisfeito, e sua alma está morta por falta de alimento e vivem  o corpo e a mente sem nenhuma orientação.

E o resultado da sua vida sem orientação é que este ser vive sem saber... quem o criou, como o criou, por que o criou, qual o significado da vida e da morte. Assim vivem muitos  homens dotados de inteligência, como disse o poeta: "Vim não sei de onde, mas cheguei. Os meus pés viram um caminho e eu andei. E continuarei andando, quer eu queira fazê-lo ou não. Como cheguei? Como vi o meu caminho? Não sei? E por que não sei, não sei!"

Os homens que assim vivem são tidos como mortos, pois suas almas morreram, e a alma é a parte básica da composição do ser humano, pois é ela que determina a vida e a morte do corpo, e ela é que vive eternamente. Como temos a "morte cerebral", temos também a "morte espiritual", que acaba por ser resultado da falta de reflexão do cérebro sobre Deus e sua criação... * Pode, acaso, ser comparado aquele que estava morto e o reanimamos à vida, lhe dando uma luz  para com ela andar entre as pessoas, àquele que vagueia nas trevas, das quais não quer sair? Assim, são enfeitadas as ações dos incrédulos (aos seus olhos) * (Alcorão). E assim, o homem acaba por viver simplesmente para comer, beber e satisfazer seus desejos e gozar a vida, vendo esta vida com início com o seu nascimento e fim com a sua morte. E sobre isto, um sábio muçulmano mostra a tranqüilidade e firmeza de que crê em Deus e para Ele vive, e a insegurança de quem vive para si próprio e não se orienta à Deus, dizendo: "Quando vivemos somente para nós (para satisfazer nossos desejos e gozar da vida), a vida nos parece sem sentido, começa quando nascemos e termina quando morremos. Porém, quando vivemos pela fé em Deus e seguimos sua orientação, a nossa vida se torna longa e profunda, começa quando começou a humanidade e se estende após a nossa morte".

Aquele que vive sem saber porque e entrou em estado de coma e "morte espiritual" é aquele que não sabe qual é a finalidade de sua existência, e se ele não sabe porque não sabe, é porque a serventia da coisa fabricada está oculta dentro do íntimo do fabricante e ela fica sendo conhecida quando ele a faz conhecida. Da mesma maneira, a finalidade da criação do ser humano e o segredo e significado da sua vida está oculta no íntimo do Criador deste ser humano, Deus, e ele a fez conhecida através do conhecimento e orientação que nos vem d`Ele, através da revelação de Deus aos seus mensageiros e profetas. Aqui está a necessidade de se crer nestes mensageiros para darmos sentido à nossa vida através da orientação que trouxeram até nós.

Fez o homem conhecer a razão da sua vida e a história do ser humano desde a criação do primeiro homem através do envio dos profetas, por isso a crença nestes profetas é essencial para a vida do homem, necessária para uma fé sólida e verdadeira, por isso e muito mais Deus ordena a fé nos mensageiros que trouxeram a orientação de Deus ao homem... *Dize: Cremos em Deus, no que nos foi revelado, no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacó e às tribos, no que, de seu Senhor, foi concedido a Moisés, a Jesus e aos profetas, não fazemos distinção alguma entre eles, porque somos, para Ele, muçulmanos (submissos)* (3:84)

Milhares foram os profetas, alguns mencionados no Alcorão, outros não...* ...inspiramos Abraão, Ismael, Isaac, Jacó e as tribos, a Jesus, Jó, Jonas, Aarão, Salomão, e concedemos os Salmos a David. E enviamos alguns mensageiros, que te mencionamos, e outros, que não te mencionamos, e Deus falou a Moisés diretamente. Foram mensageiros alvisseiros e admoestadores, para que os humanos não tivessem argumento algum ante Deus depois do envio deles, pois Deus é Poderoso, Prudentíssimo* (4:163-164)...* Em verdade, enviamos para cada um povo um mensageiro (com a ordem): Adorai a Deus..* (16:36)

E após tantos profetas e profecias, chegamos ao século XXI com várias religiões, linhas de pensamento, partidos, opiniões, etc., cada um reivindica para si a verdade e diz estar no caminho certo. E a questão é: Quem está correto? ...O Alcorão nos esclarece o acontecido e mostra que todas estas discórdias se devem à posição dos homens em relação aos profetas e às mensagens de Deus...* No princípio os povos constituíam uma só nação. Então (após terem se desviado e se dividido), Deus enviou os profetas como alvisseiros e admoestadores e enviou, por eles, o Livro, com a verdade, para julgar entre os homens no que divergiam. Porém, aqueles que o receberam (o Livro) só divergiram a seu respeito, depois de lhes terem chegado as evidências, por egoísmo (e inveja). E Deus orientou os fiéis para a verdade quanto àquilo que é a causa das suas divergências, Deus encaminha a quem lhe apraz à senda reta* (2:213)

Os homens divergiram a partir da crença nestes profetas e o que temos hoje são os resultados de tudo o que aconteceu na história destes nobres profetas e todas as formas de pensamento e sistemas de vida existentes nasceram na crença ou descrença nestes profetas, os que creram aceitaram o Livro como orientação e lei, como forma de pensamento e sistema de vida, e os que descreram  ou creram e omitiram parte do Livro foram procurar distantes de Deus e sua orientação e acabaram se desviando e colocando o mundo em colapso e desordem. Todas as religiões, pensamentos e sistemas antigamente e atualmente giram em torno da crença de três homens...

1. O incrédulo, que é materialista e não creu nem nos mensageiros e nem nas mensagens. Daí partiram as religiões politeístas. Cada povo constituiu sua divindade e sua forma de adoração e filosofia.

2. Aquele que creu na mensagem divina, porém sua crença é incompleta e seu Livro já foi revogado, além de ter sido omitido. Estes são os denominados “povo do Livro" no Alcorão Sagrado.

3. Aquele que creu na mensagem e nos mensageiros por completo, sem excluir ou distinguir nenhum dele. E estes são os muçulmanos. Os muçulmanos na época de Noé, de Abraão, de Moisés, de Jesus, os que creram como Deus estabeleceu que cressem em qualquer época.

E o Alcorão Sagrado, com sua eloqüência divina, fala a todos estes tipos de pessoas e os convoca à salvação, fala a cada um a partir daquilo que ele tem formado em sua mente...

1. Aos materialistas, em que nada crêem, Deus os chama à verdadeira crença interrogando vossas próprias mentes... *E nos propõe comparações e esquece sua própria criação, dizendo: Quem poderá recompor os ossos, quando já estiverem decompostos? Dize: Recompô-los-á Quem os criou da primeira vez, porque é Conhecedor de todas as criações. * (36:78-79) ...  e no diálogo de Abraão com seu povo sobre a adoração dos ídolos...*...Interrogai-os (aos ídolos) se é que podem falar. E voltaram a si próprios e disseram entre si: Em verdade, nós somos injustos. Logo voltaram a cair em confusão e disseram: Tu (Abraão) bem sabes que eles não falam. Então, (Abraão) lhes disse: Porventura, adorareis, em vez de Deus, quem não pode beneficiar-vos ou prejudicar-vos em nada? Que vergonha! para vós e para os que adorais, em vez de Deus! Não raciocinais?! * (21:61...).

2. E ao "povo do Livro" (judeus e cristãos), Deus fala a um povo que tem a crença, porém uma crença que não abrange toda a verdade e omite muito do que Deus revelou ao homem... A estes Deus questiona-os em suas crenças e os ordena a seguir o que realmente havia sido revelado no tora e no evangelho... * Ó adeptos do Livro, foi-vos apresentado o Nosso mensageiro para mostrar-vos muito do que ocultáveis do Livro e perdoar-vos em muito. Já vos chegou de Deus uma Luz e um Livro lúcido. Pelo qual Deus conduzirá aos caminhos da salvação aqueles que procuram a Sua complacência e, por Sua vontade, tirá-los-a das trevas para a luz, encaminhando-os para a senda reta...*(5:15-16) ... * Ó adeptos do Livro, em nada vos fundamentareis, enquanto não observardes os ensinamentos da torá, do evangelho e do que foi revelado por vosso Senhor...*(5:68) ... *Ó adeptos do Livro, não exagereis em vossa religião e não digais de Deus senão a verdade *(4:171)... E depois, em outros versículo, cita a verdadeira face de Jesus e sua mensagem.

3. E aos muçulmanos, Deus os chama pela fé e os alerta para que temam a Deus e cultivem esta fé... * Ó fiéis, temei a Deus! E que cada alma considere o que ofereceu para o dia de amanhã, temeis, pois, a Deus, porque Deus está bem inteirado de tudo quanto fazeis* (59:18)...entre outros versículos.

Vemos que Deus fala de maneira clara ao ser humano, e se este não crê e se orienta com a guia de Deus, isto se deve, ou ao 1. orgulho, 2. zelo exagerado por algum interesse, 3. inveja, 4. falta de conhecimento. Assim, todo desvio ocorrido na história antiga ou atual se deve a um destes fatores, e cada um deles necessita de um capítulo ou um livro para ser esclarecido.  

E a todas estas pessoas, Deus alerta, pela qualidade de "humanos" que carregam, dizendo: * Ó humanos, temei a vosso Senhor, porque o terremoto da Hora (do fim do mundo) será algo terrível. No dia em que presenciardes, cada mãe esquecerá o filho que amamenta, toda gestante abortará o filho que carrega. E verá as pessoas como embriagadas, embora não o estejam, mas é porque o castigo de Deus será severíssimo* (22:1-2)