A firmeza

Outro princípio importante da prática na vida do muçulmano é a firmeza. Alem de ter uma fé com conhecimento e sinceridade tem uma prática com obediência e firmeza baseados no conhecimento e sinceridade adquiridos na construção da fé.

Agora, após ter seguido o caminho da obediência, é hora de ter firmeza, pois as tentações e adversidades da vida poderão atravessar a caminhada do muçulmano sincero a qualquer momento.

É relatado que Sufian ibn Abdillah disse ao profeta Muhammad : "Ó mensageiro de Allah,diga-me algo sobre o Islam acerca do qual não precisarei perguntar a mais ninguém além de ti". O mensageiro disse-lhe: "Diga: Creio em Deus e seja reto" (Muslim). O profeta resumiu em pouquíssimas palavras a crença e a prática do muçulmano, citou a crença em Deus, que engloba tudo aquilo que Ele informou fazer parte da crença de um verdadeiro crente e citou a retidão, ter ações que combinem com esta crença.

E sobre a firmeza neste caminho, no caminho da senda reta, Allah, louvado seja, diz: Em verdade, aqueles que dizem: Nosso Senhor é Allah, e se firmam, os anjos descerão sobre eles, os quais lhes dirão: Não temais, nem vos entristeçais; outrossim, regozijai-vos com o paraíso que vos foi prometido. Temos sido os vossos protetores na vida terrena e (o seremos) na outra vida, onde tereis tudo quanto anelam as vossas almas e onde tereis tudo quanto pretendeis (41:30)

  A estes que crêem e se firmam no caminho reto de acordo com esta crença, Allah envia até eles anjos para tranqüilizá-los nos momentos mais difíceis pelos quais podem passar. É relatado que estes anjos descerão sobre os crentes firmes em três ocasiões: na hora da morte, no túmulo e na ressurreição.

Na hora da morte, quando o ser humano está a desligar-se do mundo em que vivia deixando para trás tudo o que amava entre familiares e bens, e entrando numa nova etapa da vida, a qual lhe parece uma incógnita. Neste momento, os anjos descem e dizem a ele: Não temais (pelo que vem pela frente) nem vos entristeçais (pelo que tenha deixado para trás), pois o que terás agora é incomparável com o que tem abandonado neste momento, terá "o paraíso que vos foi prometido". E terá a proteção e tudo o que desejar... "temos sido os vossos protetores na vida terrena e (o seremos) na outra vida, onde tereis tudo quanto anelam as vossas almas e onde tereis tudo quanto pretendeis".

Aos firmes na senda reta, aos firmes no compromisso com Deus, na hora da morte lhes é concedido a firmeza. E os fracassados terão o fracasso... Até que, quando a morte surpreender algum deles, este dirá: Ó Senhor meu, manda-me de volta (à terra), a fim de eu praticar o bem que negligenciei! Pois sim! Tal será a frase que dirá! E ante eles haverá uma barreira (uma vida intermediária, no túmulo), que os deterá até o dia em que forem ressuscitados (23:99-100).

Após a morte, a descida ao túmulo é a próxima etapa, onde todo ser humano logo que é enterrado é interrogado e sofre com a despedida e a solidão que lhe acompanhará na nova morada. Porém, este sofrimento é recompensado aos firmes com a firmeza transmitida por estes anjos, que lhe dizem... "não tema e não se entristeça". E no interrogatório feito por anjos designados por Deus para tal(1), lhe é dado a firmeza de acordo com sua firmeza e convicção na vida passada.

Neste túmulo, vive até o dia da ressurreição, porém não vive como podemos imaginar usando somente esta dimensão material que temos, porém vive uma nova dimensão que só alcançamos com a crença naquilo que Deus informou sobre esta nova morada, pois é matéria de fé e só vemos na hora em que lá chegarmos (veja pág.   "túmulo, uma vida intermediária").

Para nós, materialmente, e de acordo com a dimensão mundana, este túmulo é um cubículo "2x0,50", porém para os "firmes"é uma morada de conforto imaginável, uma vida de felicidade eterna, onde as barreiras foram abertas e a recompensa que por ela aspirava e praticava chegou... "lhe é aberta uma janela para o paraíso e recebe através dela de seu clima e conforto, e seu túmulo é estendido até onde pode chegar a sua vista"..., assim disse o profeta Muhammad sobre o conforto do crente obediente e firme até a morte na senda reta.

Os firmes terão a firmeza e os fracassados o fracasso... "lhe é aberta uma janela para o inferno e recebe através dela de seu clima e tormento, e seu túmulo é comprimido sobre ele até que suas costelas entrem em suas entranhas".

E na ressurreição, o firme terá a firmeza correspondente, e o fracassado o fracasso correspondente. Os firmes.... a seus pés correrão os rios, e dirão: Louvado seja Allah, que nos encaminhou até aqui; jamais teríamos podido encaminhar-nos, se Ele não nos tivesse mostrado o caminho. Os mensageiros de nosso Senhor nos apresentaram a verdade. Então, ser-lhe-á dito: Eis o paraíso que herdastes em recompensa pelo que fizestes (7:43). E os fracassados...Ah, se pudesses ver os pecadores, cabisbaixos, ante o seu Senhor! (exclamarão): Ó Senhor nosso, agora temos olhos para ver e ouvidos para ouvir! Faze-nos retornar ao mundo, que praticaremos o bem, porque agora deveras acreditarmos!... (Ser-lhes-á dito) Sofrei, pois, por terdes esquecido (abandonado) o comparecimento neste vosso dia! Em verdade, vos esqueceremos (abandonaremos). E sofrei o castigo, por toda a eternidade, pelo que cometestes! (32:12-14)

Você tem um caminho traçado a seguir. E durante este percurso os obstáculos aparecerão. Por isso, o profeta, utilizando os mesmos termos que traduzimos como firmeza, retidão e senda reta,após traçar uma linha reta no chão e traçar linhas transversais a esta reta, disse: "Esta é a senda reta de Deus. E estes são caminhos cujo destino é o inferno. No princípio de cada um deles há um demônio convocando as pessoas para o seguirem. Se um erra,o outro o atinge. E aquele que o atender (ele) o jogará nele (inferno)"(2).

Os diversos caminhos e desvios  que levam ao inferno a senda reta que leva à Deus e o paraíso.

Esta é a senda reta que o muçulmano pede a Deus em todas as suas orações dizendo... Guia-nos à senda reta. A senda daqueles que Tu agraciastes. Não a senda dos abominados, nem dos extraviados (1:7). A senda dos profetas, dos verazes, dos mártires e dos virtuosos...Aqueles que obedecem a Allah e ao mensageiro, contar-se-ão entre os agraciados por Allah; profetas, verazes, mártires e virtuosos. Que excelentes companheiros serão (4:69).

  Os obstáculos e tentações no caminho da firmeza são inúmeros, como o próprio profeta Muhammad informou e como vemos na vida diária. Por isso, para que cada um resgate a sua alma destes desvios e tentações que atravessam o caminho do crente deve ter em mente dois princípios básicos, que o farão firmar-se e estar entre os bem aventurados:

1.O objetivo do muçulmano é agradar a Allah. Quando as tentações atravessam o seu caminho e vê a maioria das pessoas depositando seus esforços num erro, ele não segue esta maioria, não imita a "massa", não faz como é feito no ambiente em que vive, não vira cúmplice e diz: Se fizerem o bem, o faço; e se fizerem o mal, o faço; se acertarem acerto; se errarem erro, pois isto significa: Se estiverem indo para o paraíso vou; e se estiverem indo para o inferno , vou. Tem sua personalidade própria construída com base na orientação de Deus.

O profeta Muhammad disse: "Aquele que desagradar a Deus para agradar as pessoas, Deus estará descontente com ele e descontentará a quem quis agradar no desagrado à Deus. E aquele que agradar a Deus mesmo que descontente às pessoas, Deus estará agradado com ele e fará quem o descontentou para agradar a Deus estar agradado com ele,até enfeitá-lo e enfeitar seus dizeres e ações perante ele (o desagradado no agrado à Deus)".

É relatado que Jeha, um lendário personagem que viveu em    ..., estava com seu filho e um burro. O pai montado no burro e o filho a caminhar; passaram frente a um grupo de pessoas e estes comentaram: ...

2.O muçulmano diferencia entre o benéfico e o maléfico, entre o lícito e o ilícito de acordo com o "peso e medida"de Deus. Assim ele condiciona sua vida e lida com o ambiente onde vive, condicionando seus costumes e seu cotidiano às orientações de Deus e vivendo à sombra do Alcorão. Assim ele une entre o bem desta vida e é regular em todas as suas situações, tanto as fáceis como as difíceis, as felizes como as tristes, é próximo a Deus em todas. Festeja respeitando a Deus, chora a morte de outrem respeitando a Deus, trabalha respeitando a Deus, descansa da mesma forma e, assim, é um homem de uma só face, pois Deus odeia o homem de duas faces e diz: *  * 

Reflita sobre estes dois pontos citados acima e siga-os e serás firme. E sem ter o agradar à Deus como meta, mesmo que estranho no cotidiano onde vive; e sem ter a orientação de Deus como termômetro no cálculo de suas ações, fracassará e será arrastado pela correnteza da imitação cega que atinge os que não educaram suas mentes e almas na obediência a Deus. Disse o mensageiro de Deus: "Os povos estarão contra vocês e lhes atacarão como atacam os que comem num único prato (todos direcionam suas garras no prato e ingerem o alimento ali existente)". Disseram: "Isto ocorrerá por sermos poucos neste dia ó mensageiro de Allah?". Ele respondeu: "Não. Serão numerosos neste dia, porém espuma como a espuma da correnteza. Deus extrairá o respeito por vocês do coração de vossos inimigos e introduzirá "al uahan"em vossos corações!". "O que é "al uahan?", perguntaram. Disse o profeta: "Amar a vida (duniah) e detestar a morte". (Abu Daud)

Esta é a grande doença da qual sofrem os muçulmanos atualmente: a "espumose"!! Tem como aparência a leveza e o seguir da massa.( imitar e seguir a outrem seja como for e faça o que fizer, violando aos próprios princípios).

À medida em que os ensinamentos do Islam foram sendo abandonados pelos muçulmanos no decorrer dos tempos perderam a noção de união e grupo e tornaram-se a "espumose" citada pelo profeta no hadiss citado anteriormente.

Para não ser atingido por esta epidemia e fazer prevalecer a sua identidade e personalidade muçulmana, lembre-se e construa esta identidade e esta personalidade com o conhecimento e sinceridade que lhe darão fé e com a obediência e firmeza que lhe darão uma prática exemplar.

Sheikh Ahmad Mazlum, Imam e Khatib da Mesquita de Mogi das Cruzes!